Visitantes tentam entrar em presídios com dinheiro dentro de bíblia e maconha na batata palha

Relatório da SAP sobre as apreensões feitas nas unidades prisionais do Estado no último final de semana

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa sobre as tentativas de burlar a vigilância de agentes penitenciários no último final de semana, 12 e 13 de outubro. Todos os casos foram registrados por meio de boletim de ocorrência e os visitantes flagrados foram automaticamente suspensos do rol de visitas. Em cada uma das apreensões, os presos ficam isolados e respondem a Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade daqueles que receberiam os materiais ilícitos.

Serra Azul

A Penitenciária I de Serra Azul registrou duas apreensões no domingo, 13/10. Na primeira, uma mulher foi barrada ao tentar entrar na unidade com droga, anotações e extratos bancários. O flagrante se deu durante procedimento de revista pelo escâner corporal, cuja imagem mostrou objeto suspeito na região do quadril da visitante. Questionada se havia algo introduzido em seu corpo, ela negou e se propôs a realizar exames médicos em um hospital. Enquanto aguardava sua ida até a unidade, a mulher permaneceu na portaria. No momento em que deixou o local, os funcionários fizeram uma vistoria e encontraram em um buraco na parede, por onde passa um cano, anotações impróprias, extratos bancários e maconha dentro de um absorvente. Indagada, a visitante assumiu ser de sua responsabilidade as anotações e extratos, mas negou que a droga era dela. No mesmo dia, a mãe de um preso tentou entrar na penitenciária com maconha escondida no meio de uma vasilha de frios e batata palha.

 

Avanhandava

Uma mulher foi flagrada tentando entrar na Penitenciária “Valdic Junio Alves Primo” de Avanhandava com 53g de maconha em suas partes íntimas, durante procedimento de revista pelo escâner corporal, por volta das 12h15 de sábado, dia 12/10. A imagem mostrava um objeto suspeito na altura do quadril da visitante que, após ser questionada, confessou a irregularidade e retirou de seu corpo a droga que entregaria para o filho preso.

Capital

No dia 12/10, um visitante tentou entrar no Centro de Detenção Provisória de Pinheiros III com uma nota de R$ 100 escondida dentro de uma Bíblia. A cédula foi encontrada pelos agentes de segurança no momento em que eles faziam a revista manual nos pertences do visitante.

Franco da Rocha

Três casos parecidos de mulheres portando objetos ilícitos no corpo ocorreram no sábado, 12/10, na Penitenciária "José Aparecido Ribeiro". Todos foram flagrados por meio do aparelho de escâner corporal. No primeiro deles, a esposa de um preso foi flagrada com 103g de cocaína e 15g de no corpo. No segundo, a esposa de sentenciado escondia no corpo 96g de cocaína e 30g de maconha. Já no terceiro caso, a irmã de um preso foi surpreendida com 109g de cocaína no corpo. No dia 13/10, uma mulher foi barrada de entrar na Penitenciária "Mário de Moura e Albuquerque" por possuir material ilícito escondido no corpo. O escâner corporal indicou um objeto estranho na região das partes íntimas da visitante. Quando indagada pelas agentes de segurança, a mulher informou que escondia material proibido no corpo. Tratava-se de duas placas de aparelho celular. Ainda no domingo, um homem, pai de sentenciado, foi flagrado tentando entrar a Penitenciária "Nilton Silva" com um invólucro contendo 17g de cocaína.

    

Guarulhos

No sábado,12/10, agentes de segurança na Penitenciária "Desembargador Adriano Marrey" flagraram uma visitante tentando entrar na unidade prisional com um aparelho celular oculto no corpo. A mulher foi surpreendida no momento em que passava pela revista no escâner corporal, que sinalizou uma imagem desconhecida na região pélvica. Ela foi questionada e acabou confessando que carregada o ilícito introduzido nas partes íntimas. No dia seguinte, a esposa de sentenciado da Penitenciária "José Parado Neto" foi frustrada ao tentar entrar a unidade com um invólucro contendo maconha. O flagrante foi feito pelo aparelho de escâner corporal, que identificou, por meio das imagens, um objeto estranho no corpo da mulher. Ela foi encaminhada à uma sala reservada e acabou retirando, de forma voluntária, um pacote pesando aproximadamente 29,4g de maconha.

 

Santo André

Uma visitante foi barrada ao tentar entrar no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Santo André no domingo, 13/10. A mulher carregava em suas roupas dois pacotes com 166g de cocaína e 104g de maconha, que seriam entregues ao seu marido, recluso na unidade prisional.

Hortolândia

O pai de um preso foi flagrado no Centro de Detenção Provisório de Hortolândia (CDPH), no sábado,12/10, durante o procedimento de revista, com droga sintética dentro de um caderno. Os agentes penitenciários perceberam a alteração no material pois o caderno estava costurado com linha preta. No dia seguinte, 3/10, uma mulher foi flagrada no Centro de Detenção Provisória de Hortolândia (CDPH) com 25 adesivos de LSD e um pacote de fumo. O caso ocorreu durante o procedimento de revista, quando a visitante passou pelo escâner corporal. Ela pretendia visitar o companheiro, mas foi impedida pelos agentes penitenciários após as imagens produzidas pelo aparelho mostrarem alterações.

Capela do Alto

Também no domingo, 13/10, uma mulher foi pega no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Capela do Alto, durante o procedimento de revista, com 190g de maconha na região da cintura. Agentes penitenciários perceberam as irregularidades por meio da imagem produzida pelo escâner corporal. Ao ser questionada, ela confessou que pretendia entregar a droga ao companheiro. O entorpecente estava em sua roupa íntima.

Sorocaba

A mãe de um preso foi pega domingo, 13/10, no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Sorocaba, durante o procedimento de revista, com 58g de cocaína, oito saquinhos contendo porções de maconha, 900 adesivos de LSD, seis extratos bancários e uma folha com anotações de valores e nomes. Os agentes penitenciários perceberam o nervosismo da visitante e as imagens produzidas pelo escâner corporal mostraram alterações na região da cintura dela. Eles perguntaram se ela estava com drogas, o que foi negado por ela. Em seguida, ela acabou admitindo que havia colocado entorpecentes no elástico da saia que estava usando e disse que o seu filho sabia que ela pretendia entrar na unidade prisional com os ilícitos.

São Vicente

Duas mulheres foram barradas com drogas ao tentarem entrar na Penitenciária II de São Vicente no domingo, dia 13/10. Agentes da unidade prisional apreenderam 90g de entorpecentes com as visitantes. Uma jovem foi surpreendida com maconha escondida na barra de sua calça. As servidoras do presídio realizaram a revista manual na moça e sentiram um volume atípico em sua roupa. Eram 27g da erva, que ela costurou em suas roupas. O outro flagrante ocorreu com a esposa de um detento. Ela carregava um invólucro com drogas no ânus. A mulher passou pela revista por meio de escaneamento corporal, quando as agentes identificaram um objeto oval no canal do reto da suspeita, a partir das imagens geradas pelo aparelho. A mulher trazia 23g de maconha e 40g de cocaína no corpo.

  

Caraguatatuba

No sábado, 12/10, pouco depois das 12h, a esposa de um detento foi surpreendida com 72g de maconha e 53g de cocaína na portaria do Centro de Detenção Provisória “Dr. José Eduardo Mariz de Oliveira”, o CDP de Caraguatatuba. A mulher foi submetida ao escaneamento corporal, quando as servidoras identificaram um objeto estranho na região pélvica da suspeita. Questionada, a mesma admitiu que carregava um invólucro com as drogas na vagina, retirado espontaneamente em local reservado.

 

São José dos Campos

No sábado, dia 12/10, agentes do CDP de São José dos Campos barraram a entrada da companheira de um preso que levava entorpecentes em suas roupas. Ao passar pelo escâner corporal, as funcionárias do presídio identificaram um volume atípico na roupa da mulher. Indagada, ela confessou que trazia 257 pontos de K4 e 2g de maconha na barra de sua calça.

Andradina

No sábado,12/10, na Penitenciária “ASP Anísio Aparecido de Oliveira“ de Andradina, uma visitante ao ser submetida a revista pelo equipamento escâner corporal, foi observado na imagem gerada a presença de algo estranho na altura da sua genitália, onde após ser questionada pela servidora atuante na ocorrência, a visitante disse que se tratava de droga e entregou espontaneamente um volume contendo maconha.

Flórida Paulista

Na Penitenciária “AEVP Cristiano de Oliveira” de Flórida Paulista, em 12/10, ocorreu a apreensão de um micro aparelho de celular com uma visitante, no momento em que a mesma passava pelos procedimentos de revista mecânica. O aparelho telefônico estava dentro de um invólucro que a visitante trazia introduzido em suas partes íntimas. Na ocasião a visitante confessou ainda estar utilizando documento falso. No dia 13/10, um visitante passou pelos procedimentos de revista mecânica no aparelho escâner corporal, quando foi flagrada portando em suas partes íntimas um aparelho celular sem bateria e dois chips, além de dois pedaços de fio aparentando ser estanho.

 

Irapuru

Na Penitenciária de Irapuru, no dia 12/10, durante os procedimentos de praxe para entrada de visitantes na unidade, a mãe de um sentenciado passou pelo escâner quando foi constatado que havia algum objeto suspeito em seu órgão genital. A visitante se dirigiu até o banheiro feminino acompanhada por duas agentes de segurança e tentou retirar o referido invólucro, porém como não obteve êxito foi encaminhada para a Santa Casa de Junqueirópolis, devidamente escoltada pela Policia Militar, onde com auxílio médico conseguiu retirar um invólucro de seu órgão genital. Posteriormente, ao retornar para esta unidade, o invólucro foi aberto, confirmando-se que em seu interior havia um micro aparelho celular. No mesmo dia, uma senhora foi submetida ao escâner corporal quando foi constatado que havia algum objeto suspeito em seu órgão genital. Ao ser questionada, a mesma de livre e espontânea vontade se dirigiu ao banheiro feminino da portaria, acompanhada por duas agentes de segurança feminino onde o retirou de seu órgão genital um invólucro contendo um micro aparelho celular.

   

Lavínia

Na Penitenciária “Luis Aparecido Fernandes” a PII de Lavínia, no dia 12/10, uma visitante passou pelo escâner corporal quando foi verificado material suspeito em seu corpo, que posteriormente ficou constatado que eram60 comprimidos de cor azul, e 11 selos de papel, supostamente entorpecentes sintéticos, e anotações não permitidas. Em outro caso, uma visitante passou pelo escâner e foi verificado que trazia algo suspeito em seu corpo, que posteriormente ficou constatado que se tratava de um micro aparelho celular. No dia seguinte, alimentos trazidos por uma visitante escondiam 47 chips para celulares e 18 comprimidos de coloração azul. Na Penitenciária “ASP Paulo Guimarães”, a PIII de Lavínia, dia 12/10 uma visitante foi surpreendida tentando ingressar no ambiente carcerário com um mini aparelho celular e uma placa de um mini celular. A apreensão ocorreu depois que a visitante passou pelo equipamento escâner corporal, que gerou imagem suspeita, sendo que ao ser questionada se portava alguma irregularidade, afirmou que sim, foi ao banheiro e retirou da genitália o invólucro contendo o ilícito e entregou para as funcionárias. Dia 13/10 a companheira de um sentenciado foi surpreendida tentando ingressar no ambiente carcerário com um mini telefone celular, envolto em borracha preta, grafite em pó e papel carbono e introduzido na genitália. A apreensão ocorreu em virtude do equipamento escâner corporal ter apontado a presença do objeto.

    

Martinópolis

Na Penitenciária “Tacyan Menezes de Lucena” de Martinópolis, a companheira de um sentenciado tentou ingressar na unidade com um invólucro contendo cocaína. A apreensão ocorreu por intermédio da imagem do escâner corporal. No dia 13/10, uma outra visitante tentou ingressar na unidade com um invólucro contendo um micro aparelho de celular. Apreensão foi efetivada por intermédio da imagem do escâner corporal.

  

Presidente Bernardes

No dia 13/10, duas visitantes foram surpreendidas tentando entrar com ilícitos na Penitenciária “Silvio Yoshihiko Hinohara” de Presidente Bernardes. No dia 13/10, durante procedimento de revista no escâner corporal, as referidas visitantes foram flagradas com 18 cartelas (cinco com a primeira e treze com a segunda), supostamente da droga sintética K, que mantinham escondidos em suas vestes (top e calcinha, respectivamente).

 

Riolândia

No dia 12/10, na Penitenciária “João Batista de Santana”, uma mulher foi surpreendida durante os procedimentos rotineiros de revista no escâner corporal, com um aparelho microcelular, que estava introduzido em sua genitália; sendo que a referida visitante retirou o ilícito por livre e espontânea vontade.


Fonte: SAP

menu
menu