Sindasp cobra apuração da SAP sobre vídeo de mulher usando uniforme de ASP depreciando categoria

Como órgão representativo da classe, o Sindasp-SP manifesta total indignação e repúdio ao fato, e cobra da SAP a apuração para esclarecimento à categoria.

Um vídeo que circula em grupos das redes sociais, mostra uma mulher vestindo o uniforme completo dos agentes de segurança penitenciária (ASP), de forma depreciativa e constrangedora à categoria.

Nas imagens, outra pessoa, onde apenas a voz é ouvida, vai sugerindo as insinuações na qual a pessoa de uniforme deve imitar e “se fazer passar” por agente penitenciário. São situações constrangedoras que acabaram gerando desconforto e revolta aos agentes penitenciários (masculinos e femininos), que mantiveram contato com o Sindasp-SP para expressarem indignação.

Na manhã desta segunda-feira (15), o Sindasp-SP encaminhou ofício ao secretário de Estado da Administração Penitenciária, Nivaldo Cesar Restivo, solicitando a devida apuração dos fatos.

Segundo informações levantadas pelo Diretor Administrativo da Sede Regional do Sindasp-SP em Marília, Luciano Novaes Carneiro, o fato demonstrado no vídeo que circula nas redes sociais teria ocorrido na região de Marília.

Como órgão representativo da classe, o Sindasp-SP manifesta total indignação e repúdio ao fato, e destaca que  a categoria é formada por pessoas íntegras, trabalhadores honestos, pais e mães de família, que se orgulham da profissão e que dignamente buscam o sustento diário de suas famílias.

O Sindasp-SP aguarda da SAP a apuração dos fatos para informar a categoria.

menu
menu