Penitenciária de Marília abriga o dobro da capacidade de presos

Levantamento divulgado nesta segunda-feira (3) pelo governo estadual aponta que a Penitenciária de Marília está superlotada nos regimes semiaberto e fechado.

Conforme os dados da Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), a população carcerária é constituída de 1.368 presos para 622 vagas no regime fechado e 589 detentos para 570 lugares no semiaberto.

Em relação ao regime fechado, a situação é de aproximadamente 2,1 presos por vaga disponível. Mais que o dobro da capacidade, caracterizando uma superlotação na unidade prisional.

A expectativa é que a população carcerária de Marília reduza com a entrega de duas unidades do Centro de Detenção Provisória (CDPs) na região, em Gália e Álvaro de Carvalho.

As obras deveriam ter sido finalizadas em novembro de 2018 pelo governo estadual, que ainda não disponibilizou um novo prazo para a entrega.

Marília Notícia questionou a SAP sobre a superlotação em Marília e as novas CDPs, porém não obteve resposta até a publicação desta reportagem.


Fonte: Marília Notícia

menu
menu