Comissão discute segurança do sistema socioeducativo no Brasil

A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado debate hoje a segurança do sistema socioeducativo no Brasil, em especial no Rio de Janeiro.

O deputado Delegado Antônio Furtado (PSL-RJ), autor do requerimento para a realização do debate, justifica a necessidade da discussão diante de assassinatos cometidos contra agentes socioeducativos e de recentes episódios de invasões de unidades para resgate de adolescentes infratores. Em julho, por exemplo, três adolescentes foram resgatados da Fundação Casa, em Ribeirão Preto (SP).

Foram convidados:
- o coordenador da área regional do Sul Fluminense e Costa Verde do Departamento Geral de Ações Socioeducativas do Rio de Janeiro (Degase), Adriano Guedes Custódio;
- o presidente da Federação Nacional dos Trabalhadores do Sistema Socioeducativo, Bruno Menelli;
- o vice-presidente do Conselho Nacional de Entidades Representativas de Trabalhadores e Servidores e do Sistema Socioeducativo, Cristiano Torres;
- a coordenadora-geral do Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Giselle da Silva Cyrillo;
- o presidente do Sindicato dos Servidores da Carreira do Sistema Socioeducativo do estado do Rio de Janeiro, João Luiz Pereira; e
- o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Sistema Socioeducativo de Goiás, Roberto Condé.

A audiência ocorrerá às 9h30 no plenário 6 das comissões.


Fonte> Agência Câmara

menu
menu