CDP de Itapecerica da Serra adota projeto Caminhos das Gentilezas como forma de melhorar os relacionamentos

Há muito, diz um ditado popular que ser gentil é mais importante do que estar certo. De forma prática, as ações de gentileza abrem caminhos e contribuem para uma melhoria nos ambientes de trabalho, familiar e social. Desde fevereiro deste ano, a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa) do Centro de Detenção Provisória (CDP) “ASP Nilton Celestino”, de Itapecerica da Serra, vem dando exemplo que ações de gentileza cabem em qualquer ambiente, inclusive no sistema prisional, por meio do projeto “Caminhos das Gentilezas”.

Para o diretor do CDP, Roberto Yokio Mitsuhashi, ações como essa promovem um novo jeito de fazer gestão de pessoas. “A campanha tem o potencial de fomentar as formas gentis nos relacionamentos e isso certamente facilita não apenas as relações entre os profissionais, mas também no tratamento aos detentos e seus familiares”, destacou.

Segundo Izabel Cristina Rezende, assistente social do estabelecimento penal e presidente da Cipa, a intenção da ação foi promover formas de gentilezas com um público multiplicador. De acordo com ela, a ideia é gerar outras ações de educação e respeito, beneficiando um número cada vez maior de pessoas, inclusive aquelas que estão em privação de liberdade.

A direção da unidade acredita que é no cotidiano que as gentilezas devem ser exercitadas. Assim, novas abordagens sobre o tema estão programadas para o próximo mês de setembro. Com o objetivo de causar impacto junto ao corpo funcional, o projeto conta com voluntários de fora do cenário penal. Dentre os temas a serem trabalhados estão Vida Financeira, Saúde Mental, Comunicação para uma Cultura de Paz e Redes Sociais.

Gentilezas no dia a dia

Os exemplos de gentilezas estão presentes em pequenos atos no cotidiano do CDP de Itapecerica. Izabel destaca que um desses detalhes está na adoção de cestas com itens de higiene pessoal e na instalação de novos espelhos para o banheiro feminino no setor administrativo. Em outra ponta está a montagem de uma caixa com ferramentas para uso comunitário dos funcionários.

O projeto “Caminhos das Gentilezas” conta com a aprovação dos servidores da unidade. Para o supervisor técnico, José Luis Rodrigues, é interessante notar o empenho das pessoas ao tratar uns aos outros com gentileza. O Agente de Segurança Penitenciária (ASP), Osvaldo Antonio Coradi, disse que o projeto promoveu respeito e atenção entre todos. Fernanda Sobreiro, também ASP, relatou que a ação aumentou sua percepção do próximo.


Fonte: SAP

menu
menu