APMP realizará 1º Fórum Internacional Integrado Segurança Pública e Segurança Digital

Evento, organizado em conjunto com o Governo do Estado e a Sociedade Consular, será realizado no dia 11 de novembro no Palácio dos Bandeirantes

A APMP (Associação Paulista do Ministério Público) realizará evento internacional em conjunto com o Governo do Estado de São Paulo e a Sociedade Consular de São Paulo, no próximo dia 11 de novembro, das 8h às 19h, no Palácio dos Bandeirantes, localizado na avenida Morumbi, 4.500, portão 2, na capital.

O tema do 1º Fórum Internacional Integrado será “Segurança Pública e Segurança Digital”. Estados Unidos da América, Japão e Coreia do Sul confirmaram presença e enviarão palestrantes para o seminário.

A inscrição deve ser realizada pela internet: http://bit.ly/fiisp2019

 

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

 

Credenciamento: 8h00-8h30

Abertura – 8h30-9h00: João Dória, governador do Estado de São Paulo; Júlio Serson, secretário estadual de Relações Internacionais; Cauê Macris, presidente da Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo); Hak You Kim, presidente da Sociedade Consular e cônsul-geral da República da Coreia; Paulo Penteado, presidente da APMP; e Vahan Agopyan, reitor da  USP (Universidade de São Paulo).

Painel 1 – 9h00-13h00, Segurança Pública (Auditório Ulysses Guimarães)

9h00-9h30: General João Camilo Pires de Campos, secretário estadual da Segurança Pública, “Estrutura da Segurança Pública no Estado de São Paulo”;

9h30-10h30: Yasushi Noguchi, cônsul-geral do Japão em São Paulo, “Cooperação japonesa na área de segurança pública”;

10h30-11h00: Gianpaolo Poggio Smanio, procurador-geral de Justiça, “Ministério Público do Estado de São Paulo e Segurança Pública”;

11h00-12h00: Kim Beom Yeon, inspetor sênior na Agência de Polícia Provincial de Jeju, “Dark Web Forensics Investigation”;

12h00-13h00: Maristela Basso, professora de Direito Internacional da Faculdade de Direito da USP, Keynoter Speaker.

 

Painel 2 – 14h00-19h00, Segurança Digital (Sala São Paulo), presidente das mesas: Renato Kim Barbosa – promotor de Justiça e diretor da APMP

14h00-15h00: Alfredo Deak Junior, diretor de Justiça e Segurança Pública na Microsoft, “Inteligência Artificial e sensoriamento em Segurança Pública”;

15h00-16h00: Richard Pae Kim, secretário especial de Programas, Pesquisas e Gestão Estratégica do CNJ, e Bráulio Gusmão, juiz auxiliar da Presidência do CNJ, “Segurança Digital e Poder Judiciário”;

16h00-16h30: Eduardo Tuma, presidente da Câmara Municipal de São Paulo, “Poder Legislativo e Segurança Pública/Digital”;

16h30-17h00: Felipe Dal Belo, membro do Conselho Científico (CRC USP), “Segurança Cibernética e Privacidade”;

17h00-18h00: Nathan Glina, promotor de Justiça, e Marco Bertaiolli, deputado federal, “Plano de Ação Integrada de Segurança”;

18h00-19h00: David Brassanini, adido do FBI, “Segurança Digital – Perspectiva do FBI (Federal Bureau of Investigation)”.

 

Painel 3 – 14h00-19h00, Segurança Digital (Sala Anchieta), presidente das mesas: Pedro Eduardo de Camargo Elias – promotor de Justiça e diretor da APMP

14h00-15h00: Capitão Augusto, deputado federal e presidente da Frente Parlamentar da Segurança Pública, “Poder Legislativo e Segurança Pública/Digital”;

15h00-15h30: Gerson Damiani, diretor executivo CRC e attaché internacional Gabinete do Reitor (USP), “Resolução de Conflitos e Segurança na Era Digital”;

15h30-16h00: Marcos Simplício, professor do Departamento de Engenharia da Computação (POLI USP), “Blockchain e Segurança Cibernética”;

16h00-16h45: Eduardo Jordão, consultor de Soluções Adobe, “Transformação digital e a segurança nos processos documentais”;

16h45-17h15: Kalinka Castelo Branco, professora doutora do Departamento de Sistemas de Computação do ICMC-USP, “Segurança na Internet das Coisas Voadoras”;

17h15-18h00: José Matias (Mcafee), customer success Group Director LTAM, “Estamos preparados para viver em uma cidade inteligente – Pessoas / Instituições?”;

18h00-19h00: Daniel Ackerman (US Department of Justice), assessor internacional para Delitos Informáticos e Propriedade Intelectual, “Perspectiva do Departamento de Justiça dos EUA”.


Fonte: APMP

menu
menu