Agentes impedem entrada de drogas e celulares em roupas, pães e fumo

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa sobre as apreensões realizadas no último final de semana, 10 e 11 de novembro, com visitantes tentando burlar a vigilância de agentes em presídios de todo estado. Todos os casos foram registrados por meio de boletim de ocorrência e os visitantes flagrados foram automaticamente suspensos do rol de visitas.

Em cada uma das apreensões, os presos foram isolados e respondem a Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade daqueles que receberiam os materiais ilícitos.

Entre as apreensões inusitadas da semana, destaca-se o pão de forma recheado de maconha prensada, na Penitenciária II “ASP Lindolfo Terçariol Filho” de Mirandópolis:

A carne recheada de entorpecentes droga está quase se tornando um "clássico" - praticamente todo fim de semana ela aparece. No último fim de semana, foi a vez do Centro de Detenção Provisória de Piracicaba:

Outra apreensão frequente é o tubo de pasta de dente recheado com algum ilícito - dessa vez, tentaram burlar o olhar atento dos agentes da Penitenciária “Orlando Brando Filinto” de Iaras, sem êxito:

Drogas no fumo também foram uma tentativa sem sucesso de enganar a vigilância dos agentes no entro de Detenção Provisória de Capela do Alto:

Capital

No Centro de Detenção Provisória (CDP) de Vila Independência, no dia 11, último domingo, a companheira de um detento foi surpreendida ao tentar entrar na unidade com maconha escondida em sua blusa. O material foi encontrado com a mulher ao passar por revista no scanner corporal. O caso da visitante foi registrado no 56° Distrito Policial da Capital.

Guarulhos

Duas pequenas porções de maconha foram apreendidas com visitante do Centro de Detenção Provisória (CDP) “ASP Giovanni Martins Rodrigues”, de Guarulhos I, no sábado (10). Ao passar por revista no scanner corporal, as imagens do aparelho registraram anormalidade na região do busto da mulher. Ao ser questionada, a mesma confirmou estar com a substância escondida dentro do enchimento do sutiã. O Boletim de Ocorrência da apreensão foi registrado no 4° Distrito Policial de Guarulhos.

São Bernardo do Campo

No sábado (10), os agentes do Centro de Detenção Provisória (CDP) de São Bernardo do Campo apreenderam um aparelho de telefone com a irmã de um preso. Ao passar pelo scanner corporal, as imagens da visitante mostraram uma anormalidade na região pélvica de seu corpo e, ao ser questionada, ela confirmou estar com um invólucro contendo o celular em suas partes íntimas.

Encaminhada a um local apropriado, a mulher retirou o objeto de seu corpo e o entregou aos agentes de plantão, que constataram a contravenção. A visitante e o material apreendido foram encaminhados ao 3° Distrito Policial de São Bernardo do Campo para registro de Boletim de Ocorrência e demais providências.

Franco da Rocha

A Penitenciária I “Mário de Moura e Albuquerque” e o Centro de Progressão Penitenciária (CPP) de Franco da Rocha registraram flagrantes com visitantes no último final de semana. Em ambos os casos as mulheres tentavam entrar nas unidades prisionais com invólucros contendo entorpecentes introduzidos em suas genitálias, detectados através do scanner corporal.

Na Penitenciária I de Franco da Rocha, no domingo (11), a visitante afirmou estar com o invólucro em sua genitália, mas que não sabia o que havia dentro. Em local adequado ela retirou o objeto e foi detectado substância com características da maconha.

No CPP da mesma região, também no domingo (11), a companheira de um detento estava com invólucro contendo substância análoga à cocaína em sua genitália. Após ser flagrada pelo scanner corporal, a visitante se negou a retirar o pacote e foi encaminhada à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) local para conclusão da apreensão. Os Boletins de Ocorrência dos casos foram registrados no Distrito Policial do município.

São José dos Campos

No sábado, 10, às 9h40, a companheira de um detento do Centro de Detenção Provisória de São José dos Campos foi surpreendida com um aparelho de telefônico escondido na calcinha. O objeto foi identificado pelos servidores a partir das imagens geradas pelo scanner corporal. A suspeita, de 39 anos, confessou carregar o ilícito e entregou aos funcionários.

Potim

No domingo, 11, no início da tarde, uma jovem foi flagrada com 23 gramas de maconha escondida entre as nádegas na Penitenciária “AEVP Jair Guimarães de Lima”, a P1 de Potim, ao ser submetida à revista por meio do bodyscanner. A mulher entregaria a droga a seu companheiro, sentenciado na unidade, e admitiu o ato ilegal após ser questionada pelos servidores.

São Vicente

No início da manhã de domingo, os servidores do Centro de Detenção Provisória "Luis César Lacerda", o CDP de São Vicente, barraram a entrada de uma mulher de 36 anos que trazia 265 gramas de maconha na calcinha. A droga estava no forro da roupa íntima, simulando um bojo para as nádegas.

Na Penitenciária "Dr. Geraldo de Andrade Vieira", a P1 de São Vicente, as funcionárias identificaram um objeto estranho na região pélvica de uma visitante de 28 anos, pelas imagens do escâner. Ao ser questionada, a suspeita negou carregar qualquer ilícito e foi encaminhada para exame de raio-X no Pronto-socorro local, onde foi confirmado que ela trazia um invólucro com 166 gramas de maconha na vagina.

Pouco mais tarde, na Penitenciária 2 de São Vicente, uma jovem de 24 anos também precisou ser conduzida ao Pronto-socorro para exames, depois de negar trazer ilícitos no seu corpo, mesmo após a análise das imagens geradas pelo bodyscanner apontar um objeto estranho na região pélvica da visitante. Após o raio-X, foi constatado que a suspeita carregava invólucros com 70 gramas de maconha e 51 gramas de cocaína na vagina.

Praia Grande

Por volta das 12h de domingo, a mãe de um recluso do Centro de Detenção Provisória "ASP Charles Demitre Teixeira", o CDP de Praia Grande, foi surpreendida com 116 gramas de maconha escondidas dentro do órgão genital. A mulher, de 40 anos, admitiu que trazia a erva e retirou o conteúdo espontaneamente em sala reservada.

Hortolândia

Uma visitante foi flagrada quando tentava entrar na Penitenciária II "Odete Leite de Campos Critter" de Hortolândia com um RG falso. A farsa foi descoberta quando, ao ser questionada sobre dados contido na carteira, a visitante não soube responder. Ao ser encaminhada à delegacia de polícia local, descobriu-se que ela era visitante de outro preso da mesma unidade, porém atualmente custodiado na Penitenciária de Piracicaba. Ela foi suspensa do rol de visitas.

Piracicaba

No domingo, 11, no Centro de Detenção Provisória "Nelson Furlan" de Piracicaba, agentes encontraram maconha em meio a pedaços de carne trazidos companheira de custodiado da unidade. A descoberta aconteceu durante revista realizada nos alimentos.

Capela do Alto

Também no domingo, 11, no Centro de Detenção Provisória de Capela do Alto, agentes encontraram durante revistas nos pertences trazidos pela mãe de um dos detentos da unidade porções de maconha misturadas a pacotes de fumo desfiado, junto com um bilhete de uma suposta terceira pessoa que estaria encaminhando para o detento a substância. A Polícia Militar foi acionada. A visitante e os ilícitos apreendidos foram encaminhados ao Plantão Policial.

Itirapina

Foram duas as apreensões na Penitenciária II "João Batista de Arruda Sampaio" de Itirapina.

No sábado, 10, a irmã de um dos presos da unidade foi flagrada ao ser revistada, por meio do aparelho de escaneamento corporal, com corpo estranho introduzido em seu órgão íntimo. Questionada, ela confirmou o ilícito e retirou em sala reservada um invólucro que continha um telefone celular. No domingo, 11, a mãe de um outro reeducando foi flagrada da mesma forma, também tentando entrar com um aparelho de telefonia celular.

Bauru

No sábado 10, por volta das 08h20, no Centro de Detenção Provisória “ASP Francisco Carlos Caneschi” de Bauru, os Agentes de Segurança Penitenciária, através de imagem gerada pelo equipamento de escaner corporal e, após, questionada a visitante, está confirmou ter introduzido em seu corpo o entorpecente conhecido como “maconha”, visando burlar a vigilância da Unidade Prisional. A visitante foi encaminhada a Central de Polícia Judiciária de Bauru para elaboração de Boletim de Ocorrência, sendo ratificado a prisão em flagrante.

Franca

No sábado 10, às 7h10, na Penitenciária de Franca, após submeter a companheira de sentenciado daquela unidade penal ao escaneamento corporal foi constatado uma imagem estranha, após ser questionada, a visitante negou a princípio que portava algo de irregular. Enquanto aguardava para ser encaminhada ao pronto socorro local para a realização de exames, a visitante mudou sua versão, relatando que havia algo introduzido em seu corpo; espontaneamente retirou de seu ânus um invólucro contendo substância branca, semelhante a cocaína. A visitante foi encaminhada ao Plantão Policial de Franca para elaboração de boletim de ocorrência e demais providências.

Taiúva

No sábado 10, por volta das 12h, no Centro de Detenção Provisória de Taiúva, ao passar pelo aparelho de "body scanner", verificou-se imagem suspeita e ao ser questionada, a visitante por livre e espontânea vontade retirou de seu ânus um invólucro contendo substância análoga a "maconha"; a visitante foi conduzida a Autoridade Policial para providências necessárias.

Avaré

No sábado 10, às 09h20 na Penitenciária “Dr Paulo Luciano de Campos” de Avaré a equipe de segurança em análise as imagens emitidas pelo equipamento de escaner corporal notou certa alteração na região pélvica da visitante, sendo necessário acionar a Polícia Militar, que encaminhou a mesma ao Plantão Policial, e posteriormente ao Pronto Socorro Local. Após a realização do exame de Raio X, espontaneamente a visitante retirou de seu órgão genital um invólucro contendo substância que aparentava ser o entorpecente conhecido como “maconha”.

Pirajuí

No domingo 11, às 9h15, na Penitenciária “Luiz Gonzaga Vieira” de Pirajuí, após análise das imagens geradas pelo equipamento de escaner corporal constatou-se uma alteração na região pélvica da visitante e questionada espontaneamente confessou que portava ilícito e, ato continuo retirou de seu órgão genital um invólucro contendo o entorpecente conhecido vulgarmente como “Maconha”. A visitante foi conduzida a presença da Autoridade Policial para as providências cabíveis.

Reginópolis

No domingo 11, na Penitenciária “Tenente PM José Alfredo Cintra Borin” de Reginópolis, por volta das 11h30h, durante a revista dos materiais de higiene pessoal e gêneros alimentícios trazidos pela visitante constatou-se um volume incomum existente no interior da alça de tecido destinada ao transporte da referida sacola. Diante da suspeita, o Agente de Segurança responsável pela inspeção decidiu por averiguar, de maneira minuciosa, a referida alça, constatando que havia camuflada, entre a alça e a mochila, uma porção de, aproximadamente, 12 gramas de uma substância esverdeada, com odor e características análogos à “Maconha”. A visitante foi conduzida a presença da Autoridade Policial para as providências necessárias.

Avanhandava

O domingo 11 foi de bastante movimentação para agentes de segurança da Penitenciária “Valdic Junio Alves Primo” de Avanhandava, com duas ocorrências registradas, onde visitantes tentaram burlar a segurança para adentrar com drogas na unidade prisional. Às 08h57, companheira de um sentenciado foi submetida ao scanner corporal, momento em que foi visualizada no monitor uma imagem suspeita, ao ser questionada a visitante negou portar ilícito; encaminhado ao Plantão Policial, o Delegado determinou que a mesma fosse encaminhado ao hospital, sendo submetida a exame de Raio X que confirmou a presença de objeto introduzido no reto da visitante, momento que a visitante correu para o banheiro retirou o objeto jogou no vaso sanitário e tentou dar descarga, sendo o objeto recuperado pelas Agentes que a acompanhavam; o invólucro foi encaminhado a autoridade Policial. Já por volta de 12h, outra visitante também foi flagrada pelo scanner corporal. A imagem revelou que a presença de objeto roliço introduzido em seu ânus, ao ser questionada a visitante confirmou portar ilícito e retirou três invólucros contendo substância entorpecente conhecido como “maconha”. Ambos os casos foram encaminhados ao Plantão Policial para as providências decorrentes.

Iaras

No domingo 11, por volta das 8h na Penitenciária “Orlando Brando Filinto” de Iaras, durante o procedimento de revista através do equipamento de Raio-X, ao qual são submetidos os pertences que são destinados aos presidiários logrou-se êxito ao encontrar na sacola que estava em poder de visitante 05 (cinco) tubos de pasta de dente contendo em seu interior o entorpecente conhecido vulgarmente como “maconha”. A visitante foi conduzida a presença da Autoridade Policial.

Marília

No dia 11/11/2018, por volta das 07h, na Penitenciária de Marília, durante o procedimento de entrada de visitantes ao passar pelo equipamento de inspeção corporal, body scanner, foi verificada uma imagem “anormal / suspeita” na região do tórax, momento em que a visitante foi questionada e ato contínuo assumiu que porta em seu top um invólucro e na presença de servidoras da unidade prisional, em local reservado retirou espontaneamente um invólucro contendo “pó branco semelhante a cocaína”. A visitante foi conduzida ao Plantão Policial para as providências decorrentes.

Ribeirão Preto

No domingo 11, por volta das 9h, na Penitenciária de Ribeirão Preto ao ser submetida a revista através do equipamento de scanner corporal, Agentes de Segurança Penitenciária visualizaram no monitor a presença de um objeto estranho no corpo da visitante, sendo encaminhada em seguida a uma sala reservada e, espontaneamente retirou seu top e camufladas na costura da vestimenta foram localizadas anotações e comprovantes bancários acima descritos. As providências administrativas foram adotadas para a suspensão da visitante.

Mirandópolis

Por volta das 7h30 do sábado, agentes penitenciários da Penitenciária II “ASP Lindolfo Terçariol Filho” de Mirandópolis apreenderam 04 partes (tipo papel prensado) de substância com características assemelhadas ao do entorpecente "maconha", os quais estavam ocultos dentro de um pacote de pão de forma, trazido pela visitante de um sentenciado. A mulher, bem como, a apreensão foram encaminhadas à Delegacia de Polícia local para as providências pertinentes e as condutas de ambos serão apuradas por meio de procedimento investigatório disciplinar.

Pacaembu

O aparelho de revista mecânica Body Scanner captou imagens de invólucros no corpo de três mulheres que visitariam os respectivos companheiros na Penitenciária “Ozias Lúcio Dos Santos” de Pacaembu no sábado. Uma delas trazia um pó branco semelhante à cocaína enquanto a outra, uma substância química preta sem identificação. Já a terceira portava 01 (um) celular, sendo que todos os materiais estavam inseridos nas genitálias. A Polícia Militar foi acionada e as mulheres, além de suspensas do rol de visitas, conduzidas após o flagrante à Delegacia de Polícia local para as providências de praxe. Os sentenciados envolvidos foram isolados preventivamente para apuração dos fatos.

Lavínia

Ao ser submetida à revista mecânica pelo banco detector de metais da Penitenciária II “Luiz Aparecido Fernandes” de Lavínia, sinalizando o aparelho positivamente, uma mulher foi indagada e confessou que trazia 01 (um) aparelho celular inserido na genitália. Após o fato, ela e o material foram encaminhados perante autoridade policial para as providências da Polícia Judiciária, enquanto o sentenciado isolado preventivamente para responder a Procedimento Disciplinar. O fato ocorreu no sábado.

Valparaíso

No sábado, a companheira de um sentenciado tentou entrar na unidade com 09 (nove) invólucros com aproximadamente 160 gramas de substância esverdeada semelhante à maconha no Centro de Progressão Penitenciária de Valparaíso. A droga estava escondida entre panquecas e foi descoberta durante vistoria nos alimentos por Raios X. Por este motivo, o sentenciado foi chamado para ser recolhido ao Pavilhão Disciplinar, momento em que tentou evadir-se, mas foi rapidamente contido pelos Agentes de Segurança Penitenciária antes mesmo de pular o alambrado. Ele foi isolado e aguarda decisão da Vara de Execuções Criminais para que regrida ao Regime Fechado. A mulher foi suspensa do rol de visitas e conduzida pela Polícia Militar à delegacia local, onde foi autuada em flagrante por tráfico de drogas.

Caiuá

Com maços de cigarros preenchidos de substância com características de maconha, trazidos em meio a alimentos, a companheira de um sentenciado foi impedida de entrar no local para realizar visita no CDP de Caiuá e a Polícia Militar foi acionada. Enquanto os demais aguardavam na fila para entrar, o irmão de outro sentenciado tentou dispensar um pacote de maços de cigarros, mas foi surpreendido, os quais também continham substância semelhante à maconha. Os autuados passaram por audiência de custódia e a prisão em flagrante foi convertida em prisão preventiva.

Lavínia

Neste final de semana, quatro mulheres foram impedidas de entrar na Penitenciária III “ASP Paulo Guimarães” de Lavínia, após serem flagradas durante a revista mecânica com aparelho de scanner corporal. Todas elas traziam em oculto na genitália invólucros confeccionados com fita de autofusão, papel carbono e grafite em pó, cada qual envolvendo 01 (um) aparelho celular. Todas foram suspensas do rol de visitas e encaminhadas à delegacia de polícia para os procedimentos de praxe e os sentenciados envolvidos isolados preventivamente em cela disciplinar até apuração dos fatos.

Junqueirópolis

No domingo, por volta das 8h, na Penitenciária de Junqueirópolis, ao passar a companheira de um sentenciado pelo scanner corporal, durante os procedimentos de revista no setor de portaria, agentes perceberam a presença de um objeto estranho nas partes íntimas da mulher. No entanto, a visitante negou o fato e, enquanto aguardava para averiguação, tentou se livrar do objeto, mas foi surpreendida pelos funcionários. Após a devida verificação, ficou constatado que dentro do invólucro havia 01(uma) porção de substância esbranquiçada aparentando tratar-se do entorpecente "cocaína". Diante do ocorrido, foi acionado o plantão policial para as providências de praxe, a visitante foi suspensa nos moldes da resolução SAP 196/15 e o sentenciado removido ao Pavilhão Disciplinar, onde aguardará à apuração dos fatos.

Presidente Venceslau

Ao visitar o companheiro na Penitenciária II “Maurício Henrique Guimarães Pereira” de Presidente Venceslau, uma mulher tentou entrar com um frasco de polivitamínicos contendo 30 comprimidos, porém, dentro dele havia 106 (cento e seis) comprimidos de coloração preta e vermelha e 01 (um) de coloração branca, com aparência de substância entorpecente. Ela foi suspensa do rol de visitas e encaminhada pela Polícia Militar para o plantão para providências. O fato ocorreu no domingo, 11.

Flórida Paulista

Por volta das 10h, do domingo, na Penitenciária de Flórida Paulista, uma visitante foi flagrada tentando adentrar ao interior da Unidade Prisional portando um invólucro contendo 01 (um) micro aparelho de telefonia celular. O fato ocorreu durante o procedimento de revista no Setor de Portaria, quando agentes penitenciárias notaram certo nervosismo por parte da visitante N. de L. A. S., companheira do sentenciado W. H. S. da S., que ao ser submetida à revista no aparelho “Body Scanner” (scanner corporal), foi surpreendida com imagem reproduzida pelo aparelho demonstrando objeto estranho no interior de seu corpo, o que fez com que a mulher confessasse estar portando em seu órgão genital um invólucro contendo 01 (um) micro aparelho de telefonia celular.

Diante dos fatos, foi acionada a autoridade policial civil, que conduziu a visitante até a Delegacia de Polícia para procedimentos pertinentes, sendo lavrado Boletim de Ocorrências. A visitante será suspensa administrativamente por 02 (dois) anos do rol de visitas do sentenciado, conforme legislação vigente, sem prejuízo de responder na esfera criminal. Também foi instaurado Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade do detento que receberia o aparelho celular.

Dracena

Em visita ao irmão, que cumpre pena na unidade prisional, uma mulher tentou entrar no presídio com uma moeda de R$ 1,00 e um micro celular escondido dentro de uma vasilha com pedaços de pizza na Penitenciária "ASP Adriano Aparecido De Piere" de Dracena. A descoberta foi feita durante passagem dos alimentos pela vistoria por Raios X. A mulher foi suspensa do rol de visitas, enquanto o sentenciado envolvido levado ao Pavilhão Disciplinar onde responderá a Procedimento Disciplinar.


Fonte: SAP

menu
menu