Cerimônia em São Paulo marca a abertura do Ano Judiciário 2019

Sessão no Palácio da Justiça, no centro da capital paulista, contou com a presença de representantes dos três Poderes

O Governador João Doria participou, nesta quarta-feira (6), da sessão de abertura do Ano Judiciário 2019, realizada no Palácio da Justiça, no centro da capital paulista. A cerimônia contou com a presença de representantes dos três Poderes, além de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

“São 145 anos de história no maior Tribunal de Justiça do País. Os desembargadores representam bem o senso de justiça. Eu me sinto em casa, neste belíssimo Palácio, que é um marco cultural histórico de São Paulo”, destacou o Governador João Doria, em discurso.

Vale destacar que o Poder Judiciário de São Paulo conta com mais de 20 milhões de ações sob sua responsabilidade, o que representa cerca de 25% do total de processos da Justiça brasileira.

Estrutura

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) tem, nos mais de 2,5 mil magistrados, 43 mil servidores e 15 mil terceirizados, a força de trabalho necessária para as 1.745 varas e juizados, bem como os setores administrativos.

“O Judiciário de São Paulo é reconhecido pela qualidade de seus magistrados e, não raras vezes, pelas suas decisões citadas nacionalmente. Focamos no ano passado, e continuaremos a fazê-lo em 2019, na redução de despesas e no aumento da produtividade”, ressaltou o presidente do TJSP, desembargador Manoel de Queiroz Pereira Calças.

No ano passado, apenas na primeira instância, foram mais de 4 milhões de sentenças e 5 milhões de novos processos distribuídos; 990 mil ações julgadas e outras 830 mil distribuídas em segundo grau.

“De forma consciente e responsável, os integrantes do Judiciário querem oferecer à população serviços de excelência e com a máxima economicidade de recursos”, completou o desembargador Manoel de Queiroz Pereira Calças.


Fonte: Portal do governo de SP

menu
menu