Corevali une forças contra a dengue

Área das unidades prisionais é revistada em campanha do "Dia D"

As chuvas e o calor do verão formam as condições climáticas favoráveis para a proliferação do mosquito Aedes aegypti. Pensando nisso, em campanha do "Dia D", a Coordenadoria das Unidades Prisionais da Região do Vale do Paraíba e Litoral (Corevali), por meio do Centro de Qualidade de Vida e Saúde do Servidor (CQVidass), promoveu vistorias nas áreas interna e externa dos estabelecimentos penitenciários e da própria sede, no dia 6 de fevereiro, para eliminar focos da dengue.

Segundo dados do Ministério da Saúde, estima-se que 2,5 bilhões de pessoas no mundo vivam em área de risco de transmissão do vírus, o que causa entre 50 milhões e 100 milhões de infecções e 20 mil mortes anualmente. Servidores das unidades e membros das Comissões Internas de Prevenção de Acidentes (Cipas) formaram equipes de revista em busca de possíveis criadouros do mosquito, como calhas obstruídas, recipientes com água parada e caixas d’água sem a correta vedação.

A ação aconteceu nos Centros de Detenção Provisória (CDPs) de Caraguatatuba, Mogi das Cruzes, Praia Grande, São Vicente, São José dos Campos e Suzano; no Centro de Ressocialização Feminino de São José dos Campos; nas Penitenciárias masculinas I e II de Tremembé, femininas I e II de Tremembé, e I e II de Potim.

O Centro de Progressão Penitenciária (CPP) de Mongaguá teve sua extensão revistada em busca de focos da doença, além de folders e cartazes fixados na unidade – em outros estabelecimentos, o material impresso já havia sido distribuído no mês de dezembro. O CPP de Tremembé, em soma às ações da Corevali, recebeu uma nebulização feita pela Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde do município, que também promoveu uma palestra sobre a conscientização do tema com servidores.


Fonte: SAP

menu
menu