Deputados querem comissão para acompanhar crise de segurança no Espírito Santo

Deputados federais do Espírito Santo vão pedir ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia, que crie uma comissão externa para acompanhar o desenrolar da crise de segurança pública no estado.

Sem os policiais nas ruas, o Espírito Santo vive uma onda de violência desde sábado (4). Os PMs não estão nas ruas porque familiares dos policiais impedem a saída de viaturas dos quartéis em várias cidades do estado, reivindicando principalmente reajuste salarial.

Para o deputado Givaldo Vieira (PT-ES), que já esteve com representantes do governo, a situação precisa ser acompanhada de perto, para garantir que a solução seja pacífica. “O Espírito Santo está vivendo clima dos filmes de bangue-bangue, com todo o estado entregue ao caos. Saques em lojas, aumento de assassinatos, o povo vivendo uma situação de desespero”, disse.

Força Nacional
A bancada federal esteve nesta segunda-feira (6) com o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, reforçando a importância de aumentar o efetivo anunciado da Força Nacional e pedindo que o Exército seja colocado nas ruas já no dia de hoje. “E essa comissão de deputados poderia acompanhar todo o processo, para que a paz seja restabelecida, evitando danos maiores ao nosso povo”, completou Vieira.

Um efetivo das Forças Armadas e 200 agentes da Força Nacional foram destacados para fazer a segurança no estado. Os deputados poderão verificar de que forma essas forças nacionais estão sendo empregadas.

Fonte: Agência Câmara


Imprensa Sindasp-SP

menu
menu