Diretores do Sindasp se reúnem em Prudente com deputado Ed Thomas em busca de apoio para melhorar índice de reajuste da categoria

Carlos Vitolo Jornalista/Assessor de Imprensa do Sindasp.

imprensa@sindasp.org.br

® © (Direitos reservados. A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura do jornalista e do Sindasp-SP, mediante penas da lei.)

Diretores do Sindasp-SP foram recebidos na tarde desta sexta-feira (9) pelo deputado Ed Thomas em seu escritório político em Presidente Prudente.

Participaram da reunião com o deputado o presidente Valdir Branquinho, o secretário-geral Cícero Félix , o agente penitenciário e vereador da Câmara de Prudente, Anderson Silva, além dos ASPs Rozalvo José da Silva e Mauro Lúcio júnior. Também esteve presente o advogado da sede regional do Sindasp-SP de Presidente Venceslau, Felipe Angelo de Sousa.

A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) analisa o Projeto de Lei Complementar (PLC) 1/2018, que trata do reajuste dos agentes de segurança penitenciária (ASP), bem como de todos os servidores públicos estaduais.

O projeto, autoria do governador Geraldo Alckmin, deu entrada na Alesp na última sexta-feira (2) e propõe reajuste de 3,5% para os agentes penitenciários, 7% para os professores e 4% para as Polícias Civil e Militar. Segundo a proposta, serão beneficiados todos os 1.010.633 servidores do Estado, incluindo aposentados e pensionistas.

O parlamentar destacou a importância da função exercida pelos agentes penitenciários. “Vocês fazem um trabalho de polícia”, disse Ed Thomas, se posicionando favoravelmente em buscar a melhoria no índice para a categoria. O deputado disse que, embora as perdas salariais tenham sido muito maiores, o reajuste deveria ao menos se igualar aos 7% concedido aos professores.

Confira abaixo a palavra do deputado especialmente para os agentes penitenciários.

SINDASP BUSCANDO APOIO: ontem à tarde (quinta-feira, 8), os diretores do Sindasp-SP da regional da Baixada, Marcio Assunção e Paulo Venceslau, estiveram na tarde na Alesp em busca conquistar o apoio dos deputados para melhorar a porcentagem no reajuste previsto para a categoria. No mês passado, o presidente do Sindasp-SP, Valdir Branquinho, também esteve na Alesp com o mesmo objetivo, de conquistar um reajuste mais digno à categoria.

menu
menu