Em defesa da categoria, Sindasp repudia baixo índice de reajuste e busca apoio da Alesp para emenda pedindo 18%

Nesta quinta-feira (11), o presidente do Sindasp-SP, Valdir Branquinho, está em São Paulo, na Alesp, em busca de apoio de deputados

Carlos Vítolo Jornalista/Assessor de Imprensa do Sindasp.

imprensa@sindasp.org.br

® © (Direitos reservados. A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura do jornalista e do Sindasp-SP, mediante penas da lei.)

Diretores do Sindasp-SP estiveram reunidos no final da tarde de ontem, quarta-feira (10), com o objetivo de analisarem o anúncio do reajuste para todos os servidores do Estado, feito no último dia 4 pelo governador Geraldo Alckmin.

Segundo o anúncio do governador, o piso salarial dos servidores públicos será reajustado em 3,5% a partir de 1º de fevereiro. O portal do governo destaca que “professores e servidores da área da segurança pública terão reajustes diferenciados de 7% e 4%, respectivamente”.

Até o momento o Projeto de Lei do Executivo não aparece na página de proposições da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp).

Nesta quinta-feira (11), o presidente do Sindasp-SP, Valdir Branquinho, está em São Paulo, na Alesp, em busca de apoio de deputados para a apresentação de uma emenda ao projeto pedindo reajuste de 18% para a categoria dos agentes de segurança penitenciária (ASP).

“Manifesto todo meu repúdio e frustração, diante da divulgação, pelo governo estadual, de um índice de reajuste irrisório à categoria. Uno-me, neste momento, com tantos companheiros que esperavam um pouco mais por parte do governador. Fica claro que não nos viram como deveríamos ser vistos, ficando o índice muito longe da valorização que merecemos como profissionais da segurança pública”, disse Branquinho.

O presidente do Sindasp-SP também solicitará aos deputados o acesso ao projeto de reajuste do Executivo, tendo em vista que até o momento a proposta não aparece na página de proposições da Alesp.

Na sequência, o Sindasp-SP irá consultar a categoria para ouvir sugestões de medidas a serem adotadas.

menu
menu