Governador nomeia 151 novas agentes de segurança penitenciária

Mulheres formadas pela Escola da Administração Penitenciária (EAP) inicialmente devem assumir postos nas penitenciárias da capital

Nesta segunda-feira (18), o governador Geraldo Alckmin nomeou oficialmente 151 mulheres para atuarem como agentes de segurança penitenciária nos cinco novos complexos prisionais do Estado de São Paulo, que estão em fase final de construção.

As agentes são formadas pela Escola da Administração Penitenciária (EAP) e inicialmente assumirão os postos nas penitenciárias da capital, mas poderão ser transferidos para outras localidades. Em novembro, o sistema prisional do Estado ganhou reforço de 792 agentes penitenciários.

Reforço

Das 26 turmas que concluíram o processo, 547 servidores são agentes de segurança penitenciária. Eles fazem o trabalho de manutenção da segurança e disciplina interna. Entre os formandos, 55 são mulheres.

Outros 245 servidores se formaram como agentes de escolta e vigilância penitenciária e desempenharão atividades de vigilância e manutenção nas muralhas e guaritas das unidades prisionais, além da escolta dos presos em audiências, atendimento médico e outras movimentações externas.

Segurança, legislação e direitos humanos estão entre as disciplinas do curso técnico-profissional da Escola de Administração Penitenciária. Por utilizarem armamento para o exercício das atividades de escolta de presos, os agentes de escolta e vigilância penitenciária também recebem aulas de tiro e direção.


Fonte: Portal do Governo - SP

menu
menu