Inauguração da Penitenciária Feminina de Guariba

O Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), inaugurou no dia 28 de março a Penitenciária Feminina de Guariba. O empreendimento possui área construída total 17.263,01 m². Como destacou Lourival Gomes, secretário da Administração Penitenciária, "São Paulo será o primeiro Estado do Brasil onde sobrará vagas para mulheres".

Já o governador Geraldo Alckmin apontou a importância da inauguração para a segurança pública. “Hoje estamos inaugurando mais uma penitenciária, feminina, de número 169, feita especialmente para mulheres, projetada para mulheres. Tem a parte de creche e lactário. Nós não temos tantas presas, dos 230 mil presos do sistema prisional paulista, 95% são homens e 5% são mulheres. Então, para essas são projetadas especificamente, que é o caso aqui de Guariba, vai atender toda a região. É um trabalho importante, não tem boa segurança pública se não tiver um bom sistema penitenciário”, avaliou Alckmin.

O custo do empreendimento é de R$ 70.976.021,74, tendo sido concluída pela empresa Incorplan Engenharia Ltda. A penitenciária localiza-se fora do perímetro urbano, no município de Guariba, na Rodovia Brigadeiro Faria Lima, Km 324 + 131,27 m. A unidade também foi a primeira inaugurada já com um aparelho de scanner corporal em funcionamento.

Os novos estabelecimentos femininos da SAP são os primeiros construídos respeitando as particularidades e necessidades das mulheres, principalmente ligadas à saúde. A medida é inédita tendo em vista que as unidades mais antigas funcionam em prédios masculinos adaptados. Esta é a sexta unidade feminina do Plano de Expansão do Governo do Estado de São Paulo, construída nesses moldes.

Os pavilhões têm área específica para amamentação e para atividades esportivas, além de pátio descoberto com palco multiuso (por pavilhão), áreas de convivência e visita, com playground, praça de areia, minicampo de futebol e salas para atividades educativas de reeducandas com os filhos: brinquedoteca, videoteca e oficina cultural. A unidade também conta com estação de tratamento de esgoto.

O projeto foi concebido com pavilhões de trabalho, de serviços, área de saúde e de visita íntima, todos com sistema de rampas de acessibilidade a portadores de mobilidade reduzida e banheiros acessíveis.

Além dos já mencionados governador e secretário, estavam presentes: Francisco Dias Mançano Junior, prefeito de Guariba; José Roberto Bernardes Liberal, juiz de direito, diretor do Departamento de Execução Criminal (Deecrim) da 6ª Região Administrativa Judiciária (RAJ); Hermes Duarte Moraes, promotor de Justiça de Guariba; Claudio José Ottoboni, delegado Seccional de Sertãozinho; Renan Ongarato de Andrade, delegado de Guariba; tenente coronel PM Wagner, comandante do Policiamento de Sertãozinho e região; Roberto Massafera e Cezinha de Madureira, deputados estaduais; Vânia Regina Passos, dirigente regional de ensino de Jaboticabal; Nelson Fukuda, presidente da Maçonaria de Guariba; Carlos Alberto Ferreira de Souza, coordenador das unidades prisionais da Região Noroeste do Estado; Mauro Rogério Bitencourt, coordenador de Reintegração Social e Cidadania; pastores Pedro Paulo e Renato, da Igreja Universal e coordenadores do Grupo de Evangelização das Detentas; José Henrique Valêncio, superintendente, representando Lucia Casali, diretora-executiva das Fundação “Prof. Dr. Manoel Pedro Pimentel” – Funap; Juliana Preti Santiago, diretora da Penitenciária Feminina de Guariba, além de diretores das outras 42 unidades prisionais da região Noroeste do Estado, funcionários, cidadãos de Guariba, entre outras autoridades.


Fonte: SAP

menu
menu