Drogas na feijoada e salpicão, rocambole recheado com celular, são algumas das apreensões feitas pelos ASPs

No último fim de semana do mês de setembro, mais uma vez os agentes de segurança penitenciária dos presídios do Estado se depararam com formas inusitada de tentar burlar a vigilância. Em Franco da Rocha, na região metropolitana da capital paulista, o salpicão veio "temperado" com maconha.

 

Em Lavínia, na Penitenciária III "ASP Paulo Guimarães", falsos grãos de feijão continham a mesma droga em meio a uma feijoada.

Já na Penitenciária I "Vereador Frederico Geometti", na mesma cidade, agentes encontraram duas placas de telefone celular escondidas em rocambole de brigadeiro.

Em Álvaro de Carvalho, na Penitenciária “Valentim Alves da Silva”, gomos de linguiça ocultavam comprimidos de estimulante sexual.

Todas as tentativas foram realizadas por visitantes tentando burlar a vigilância dos servidores penitenciários, sem êxito. A ação atenta dos agentes de segurança somados ao treinamento para utilizar a tecnologia dos scanners corporais e do raio-x tem logrado êxito em evitar a entrada de ilícitos nos presídios do Estado. Em todos os casos, visitantes foram suspensos do rol de visitas, sem prejuízo de eventual processo criminal. Os presos que receberiam os ilícitos foram isolados e respondem a Procedimento Apuratório Disciplinar.

Capital paulista

No Centro de Detenção Provisória (CDP) de Vila Independência, no último sábado (29), foi registrada a tentativa de uma visitante de adentrar a unidade prisional com ilícitos ocultos na vasilha de bolo. Foram encontrados dois invólucros de maconha.

O caso flagrado na unidade prisional da zona leste da capital foi encaminhado à Delegacia de Polícia local para registro de Boletim de Ocorrência e demais providências.

Osasco

No último domingo, 30 de setembro, os agentes de segurança do Centro de Detenção Provisória “Éderson Vieira de Jesus” de Osasco I impediram a entrada de ilícitos de uma companheira de um reeducando.

Segundo o relato, a visitante ocultava no cós de sua blusa de frio invólucros com maconha e cocaína. A visitante foi encaminhada à autoridade policial do município para a emissão do Boletim de Ocorrência.

 

Franco da Rocha

No último final de semana (29 e 30),agentes de segurança das unidades prisionais de Franco da Rocha apreenderam ilícitos com visitantes, que esconderam os materiais nas roupas, bolsas, corpo e alimentos.

Na Penitenciária “Mário de Moura e Albuquerque”, de Franco da Rocha I, a mãe de um sentenciado foi surpreendida ao tentar entrar na unidade, no dia 30 de setembro, com maconha costurada no cós da calcinha.

 

Também no último domingo, 30 de setembro, na Penitenciária “Nilton Silva”, de Franco da Rocha II, uma visita foi surpreendida tentando adentrar com substâncias ilícitas, supostamente entorpecentes, camuflados em sacola de alimentos. Os ilícitos estavam encaixados no fundo da peça, em costura interna. Foram encontrados quatro invólucros, sendo dois de maconha, com peso de 12 gramas, e outros dois cocaína, com peso de 9 gramas.

  

Em outra unidade de Franco da Rocha, na Penitenciária III “José Aparecido Ribeiro”, a genitora de um sentenciado foi surpreendida ao levar escondido em meio ao salpicão cerca de 65 gramas de maconha. As três visitantes foram conduzidas ao Distrito Policial de Franco da Rocha, onde foi registrado o Boletim de Ocorrência.

Santo André

No dia 30 de setembro, último domingo, o Centro de Detenção Provisória de Santo André registrou três tentativas de ingresso de material ilícito trazidos por visitantes. Nos três casos os visitantes foram suspensos do rol de visitas e encaminhados para a emissão de Boletim de Ocorrências no 1º Distrito Policial de Santo André.

Durante realização no procedimento de revista mecânica o aparelho de raio x indicou a presença de objetos estranhos. Na primeira apreensão, foram constatadas imagens da parte interna dos cigarros, indicando serem materiais ilícitos esverdeado e branco, aparentando ser maconha e cocaína respectivamente, sendo 40 unidades de cada.

Em outra apreensão, realizada no procedimento de revista mecânica no aparelho de scanner corporal, foi constatada na imagem, na altura do tórax, algo oculto no cós do top da visitante. Ao verificarem, encontrou-se cerca de 500 micropontos de K4.

Na terceira apreensão, o aparelho de raio-x constatou que os cigarros continham materiais ilícitos esverdeado e branco, aparentando ser maconha e cocaína. Foram apreendidas 60 e 40 unidades, respectivamente. Ainda, mediante revista no aparelho de scanner corporal, foi detectado na altura da cintura duas cartelas análogas à droga sintética, escondidas na costura da calça.

   

Mauá

No dia 29 de setembro, último sábado, o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Mauá registrou a tentativa da companheira de um preso de entrar na unidade com invólucro com substâncias ilícitas. Ao passar no procedimento de revista no scanner corporal a imagem mostrou que havia algo introduzido em seu órgão genital.

Assim que foi questiona, a visitante procedeu a retirada do invólucro que continha substâncias esverdeada, aparentando ser maconha, e de cor branca, como cocaína.

Já no dia 30/09 o scanner corporal de outra visitante identificou anormalidade em sua veste intima e verificou-se que na calcinha havia ocultado relevante quantia de maconha e cocaína costurada junto a peça de roupa na região das nádegas. Nos dois casos, as visitantes foram encaminhadas ao 1º Distrito Policial de Mauá onde foi feito Boletim de Ocorrência.

 

São Vicente

Cinco mulheres foram barradas ao tentar entrar com drogas em unidades prisionais de São Vicente. Os flagrantes aconteceram no final de semana, dias 29 e 30 de setembro, e mais de 530 gramas de entorpecentes foram apreendidos com as visitantes, que carregavam o material na vagina ou em calçados.

Na manhã do sábado, por volta das 9h, a companheira de um detento da Penitenciária “Dr. Geraldo de Andrade Vieira”, a P1 de São Vicente, foi surpreendida ao passar pelo escâner corporal com 166 gramas de maconha que trazia em um invólucro dentro da genitália. Ao ser questionada pelas servidoras, a jovem, de 19 anos, admitiu que portava drogas no corpo e retirou o material espontaneamente, em sala reservada.

Mais tarde, por volta das 14h, outra visitante da unidade foi frustrada com a mesma estratégia. As imagens geradas pelo body scanner apontavam um objeto estranho na região abdominal da moça, de 20 anos, que negou carregar ilícitos. A suspeita, então, foi encaminhada ao Pronto-socorro local para fazer o exame de raio-X, quando foi constatado que ela trazia 57 gramas de cocaína revestidos em fita adesiva dentro da vagina.

Na manhã do dia seguinte, agentes de segurança encontraram porções de maconha escondidas nas tiras dos chinelos de uma visitante. A jovem, de 24 anos, é companheira de um sentenciado da P1.

Ainda no domingo, duas mulheres foram surpreendidas com drogas dentro do órgão genital na Penitenciária 2 de São Vicente. Ambas foram flagradas ao serem submetidas à revista por meio do aparelho de escaneamento corporal. A mais jovem, de 20 anos, trazia 35 gramas de maconha e 136 gramas de pasta base de cocaína em um invólucro na vagina, enquanto que a mais velha, de 29 anos, carregava 31 gramas de maconha e 103 gramas de pasta base de cocaína.

As cinco mulheres foram encaminhadas para o 1º Distrito Policial de São Vicente, onde foi lavrado o Boletim de Ocorrência, e tiveram seus nomes suspensos do rol de visitas da SAP. As direções das penitenciárias enviaram comunicados para Vara de Execuções Criminais, além de instaurarem Procedimento Disciplinar Apuratório.

     

Sorocaba

No sábado (29), uma mulher foi flagrada, durante o procedimento de revista dos alimentos com um aparelho celular dentro de uma vasilha com alimentos que ela pretendia entregar ao companheiro, no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Sorocaba. Quando ela foi questionada pelos agentes, disse que havia esquecido o eletrônico dentro da sacola. A suspeita foi conduzida até o plantão policial, onde foi feito o boletim de ocorrência e em seguida foi liberada. O homem que receberia a visita foi isolado, preventivamente para procedimento disciplinar. A SAP informa que as pessoas as quais são flagradas tentando entrar nas unidades prisionais com materiais proibidos são suspensos, temporariamente do rol de visitas.

Mogi Mirim

No sábado (29), uma mulher de 24 anos foi detida no Centro de Ressocialização Masculina de Mogi Mirim, durante o procedimento de revista, ao tentar entrar na unidade prisional com dois cigarros de maconha escondidos no sutiã. Ela pretendia visitar o companheiro, mas foi impedida pelos agentes que perceberam as alterações na peça íntima, por meio do scanneador corporal. A suspeita foi conduzida ao plantão policial, onde permanece à disposição da Justiça e o preso que receberia a visita foi isolado, preventivamente para procedimento disciplinar.

Guareí

Companheira de um detento, de 27 anos, foi flagrada tentando entrar na penitenciária ‘Nelson Vieira’, Guareí I, com 70 gramas de maconha espalhados pelo cós e pela barra da calça. O flagrante ocorreu quando a suspeita passou pelo scanneador corporal, que mostrou alteração nas imagens. Quando os agentes perguntaram do que se tratava ela disse que admitiu que estava com entorpecentes escondido na roupa. A suspeita foi conduzida à delegacia e o homem que seria visitado foi isolado preventivamente, para procedimento disciplinar.

Itirapina

No sábado (29), uma mulher foi detida na penitenciária ‘João batista de Arruda Sampaio’, em Itirapina II, durante o procedimento de revista, com 118 gramas de cocaína escondidos na vagina. De acordo com informações da unidade prisional, a suspeita pretendia visitar o companheiro, mas foi impedida quando passou pelo scanner corporal e as imagens mostraram alterações. Quando ela foi questionada, a princípio negou que estivesse com algo ilícito, mas em seguida conformou que estava com entorpecente e pretendia entregar ao companheiro. A suspeita foi conduzida ao plantão policial, onde permanece à disposição da Justiça e o preso que seria visitado foi isolado, preventivamente para procedimento disciplinar.

Álvaro de Carvalho

Na Penitenciária “Valentim Alves da Silva” de Álvaro de Carvalho, no domingo, 30, às 11h40, agentes localizaram em meio a alguns gomos de linguiça, 40 comprimidos identificados como “Pramil”, estimulante sexual, não registrado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e que entra ilegalmente no Brasil. Ao ser questionada, a visitante prontamente assumiu a autoria. Por se tratar de medicamento de circulação proibida, a autoridade policial foi acionada para tomar as medidas necessárias.

 

Avanhandava

Também no domingo 30, às 8h, na Penitenciária “Valdic Junio Alves Primo” de Avanhandava, durante revista utilizando o aparelho de escaneamento corporal, Agentes de Segurança Penitenciária, observaram um volume diferente nas imagens da região pélvica de visitante e, ao ser indagada, a visitante revelou que levava maconha consigo introduzida no ânus. Conduzida até sala reservada, na presença de uma agente, retirou voluntariamente um invólucro contendo o ilícito. Foi chamada a Polícia Militar, que conduziu a visitante para os procedimentos cabíveis. Foi instaurado procedimento interno para apurar a participação do preso que seria visitado no delito.

Bernardino de Campos

Agentes de segurança interceptaram mais de 21 gramas de maconha com visitante no domingo 30, por volta das 08h10, na Penitenciária de Bernardino de Campos. Após passar pela revista no scanner corporal, imagem revelou substância estranha na altura da cintura. Ao ser indagada a mulher confessou que costurou no cós de sua calcinha a substância. A visitante foi encaminhada para a Delegacia de polícia. O preso vinculado a ela passará por apuração interna para investigar seu envolvimento no delito.

 

Ribeirão Preto

O domingo 30 começou com ocorrência registrada, onde visitante tentou burlar a segurança para adentrar com drogas no Centro de Detenção Provisória “Asp Nayan Xavier Ribeiro” de Ribeirão Preto. Às 07h50, companheira de um sentenciado foi submetida ao scanner corporal, ocasião em que foi visualizada a presença de objetos estranhos na região de sua cintura. A visitante foi encaminhada a uma sala reservada e, após questionamentos, revelou ter escondido maconha no elástico de sua calça. Foi elaborado comunicado de evento acerca dos fatos, condução da visitante ao plantão policial e lavrado Boletim de Ocorrência. Foi instaurado expediente próprio para apurar a conduta da visitante e também aberta Apuração Preliminar em desfavor do detento que foi isolado preventivamente em cela do pavilhão disciplinar.

 

Assis

Na Penitenciária de Assis no domingo, 30, às 9h15, agentes perceberam com o auxílio do aparelho de scanner corporal da unidade que esposa de sentenciado portava algo em sua genitália. Após a retirada do material pela própria visitante em local reservado, foi constatado um invólucro, que depois de rompido todos os lacres, se confirmou que era um aparelho celular. A polícia militar foi acionada e a visitante encaminhada ao plantão policial.

  

Florínea

No domingo, dia 30, por volta das 10h, na Penitenciária de Florínea, irmã de sentenciado foi surpreendida com objeto suspeito no sutiã. Questionada a respeito, ela informou que estava com dinheiro, prontificando-se a entrega-lo. Foi verificado em seguida que se tratava de cédulas: uma nota de R$ 50,00, duas notas de R$ 10,00, e uma nota de R$ 20,00, totalizando R$ 90,00. Foi instaurado Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade do sentenciado que receberia o dinheiro, além de suspensão de visitante.

Junqueirópolis

Foram três apreensões na Penitenciária de Junqueirópolis, sendo uma no sábado, 29 e duas no domingo, 30. No sábado, por volta das 10h30, durante ao procedimento de revista no setor de portaria, ao submeter visitante, companheira de sentenciado ao aparelho de scanner corporal, os servidores perceberam a presença de um objeto estranho em suas partes íntimas. A visitante negou estar com algo ilícito, sendo acionada a presença da Polícia Civil que levou-a para fazer exame de raio na Santa Casa local, sendo ratificada a presença do objeto. Após a retirada, foi constatado que tratava-se de um invólucro, que continha um aparelho micro cecular. Diante do ocorrido a visitante foi levada para Delegacia local para as providências de praxe, sendo suspensa do rol de visitas.

No domingo, às 7h40, agentes flagraram companheira de sentenciado durante o procedimento de revista com auxílio do aparelho de scanner corporal com um objeto nas partes íntimas. A visitante retirou o referido objeto espontaneamente na presença de duas servidoras em local reservado. Após averiguação ficou constatado tratar-se de uma porção de maconha. Mais tarde, às 10h40, outra visitante também foi surpreendida da mesma forma também tentando entrar com maconha nas partes íntimas. Ambas foram encaminhadas para o plantão policial.

    

Lavínia

Na Penitenciária I "Vereador Frederico Geometti" de Lavínia, no sábado, 29, agentes encontraram duas placas de telefone celular escondidas em rocambole trazido por companheira do sentenciado da unidade. O fato aconteceu por volta das 09h30 da manhã. A visitante foi encaminhada a Delegacia de Polícia de Lavínia.

 

Já na Penitenciária III "ASP Paulo Guimarães" de Lavínia, foram quatro apreensões, sendo duas no sábado, 29, e duas no domingo, 30. No sábado, às 7h40, agentes perceberam algo estranho no cós da calça de companheira de sentenciado da unidade. Tratava-se de quatro porções de maconha, envoltos em plástico filme. Em depoimento a visitante disse que adquiriu a droga no próprio município de Lavínia, de uma pessoa desconhecida, pela quantia de R$ 350,00 e que a entregaria ao seu companheiro. Às 10h20, outra visitante, companheira de outro sentenciado, também foi surpreendida tentando ingressar no ambiente carcerário com seis porções de maconha, envoltos em plástico filme e ocultados no cós do “top” (sutiã) que vestia. Nos dois casos, a apreensão se deu com o auxílio do scanner corporal da unidade e as visitantes foram encaminhas para a Delegacia de Polícia de Lavínia.

No domingo, 30, às 9h45, durante revistas em pertences trazidos por visitantes, agentes encontraram três minis telefones celulares, camuflados no interior de uma vasilha com arroz, trazida por companheira de preso da unidade. A apreensão ocorreu em virtude do equipamento de raios X ter apontado a presença dos objetos.

Mais tarde, por volta das 10h30, outra visitante foi surpreendida durante a revista manual. Os agentes perceberam que a "inocente" feijoada trazida por outra companheira de sentenciado continha maconha acondicionada em plástico preto em formato de feijões. Foram realizados os procedimentos de praxe e a visitante conduzida a delegacia de Lavínia. O sentenciado, por sua vez, foi isolado preventivamente em cela disciplinar.

     

Martinópolis

No sábado, 29, na Penitenciária "Tacyan Menezes de Lucena" de Martinópolis, por volta das 10h, companheira de sentenciado foi surpreendida tentando ingressar na unidade com um invólucro inserido na região genital, contendo cocaína. Na mesma data, por volta das 14h, outra companheira de sentenciado foi surpreendida com um invólucro inserido na região genital, contendo maconha.

No dia seguinte, 30, às 10h50, visitante foi flagrada tentando ingressar na unidade com um invólucro inserido na região genital com maconha e cocaína. Às 11h20, outra visitante, também companheira de sentenciado, tentou ingressar na unidade também com um invólucro inserido na região genital contendo duas placas de micro aparelho de telefonia celular.

Em todos os casos, os objetos e as visitantes foram encaminhados para a Delegacia local. Foi instaurado Procedimento de Infração Disciplinar em desfavor dos sentenciados para apuração da responsabilidade no evento. As visitantes foram suspensa do rol de visitas.

    

Mirandópolis

Na Penitenciária II "ASP Lindolfo Terçariol Filho" de Mirandópolis, no domingo, 30, às 11h35, agentes desconfiaram das imagens geradas revista por meio do aparelho de Raio-X da unidade durante revista em vasilha trazida por visitante de preso da unidade. Foram averiguar e encontraram quatro invólucros contendo massa epóxi.

  

Pacaembu

Após passar pelo scanner corporal da Penitenciária de Pacaembu, esposa de sentenciado da unidade, foi surpreendida tentando entrar na unidade com dois ambos contendo maconha , mais 19 comprimidos de estimulante sexual. Os ilícitos estavam fixados nas laterais do cós da calcinha da visitante. A Polícia Militar foi chamada e a visitante conduzida após o flagrante para a Delegacia de Polícia local.

 

Pracinha

Duas visitantes foram flagradas tentando entrar com maconha escondida na roupa na Penitenciária de Pracinha. Os fatos aconteceram no domingo, 30. Uma companheira de sentenciado tentou entrar com a droga escondida na meia, enquanto a esposa de outro entrar com o mesmo entorpecente escondido no cós da calça.

   

Presidente Bernardes

No sábado, 29, uma visitante foi surpreendida tentando entrar com objeto proibido na Penitenciária “Silvio Yoshihiko Hinohara” de Presidente Bernardes. Por volta das 7h, durante procedimento de revista no scanner corporal, ela foi flagrada com um aparelho de telefonia celular introduzido na genitália. A visitante foi conduzida à Delegacia de Polícia local, onde foi lavrado Boletim de Ocorrência. Também foi instaurado Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade do sentenciado que receberia o celular.

 

Riolândia

No sábado, 29, às 10h15, ao realizar revistas nos itens trazidos por mãe e irmã de detento do Centro de Detenção Provisória "ASP Valdecir Fabiano" de Riolândia, agente encontrou na vasilha de comida porções de maconha, misturada na alimentação. As visitantes e a apreensão foram encaminhadas ao Plantão Policial de Votuporanga.

 


Fonte: Imprensa SAP

menu
menu