Servidores participam de audiência pública do Orçamento Estadual 2019

Com a finalidade de debater o Orçamento Estadual 2019 na Região Administrativa de Presidente Prudente, a Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) realizou, em 18 de junho, a 11ª Audiência Pública no auditório da Associação Recreativa e Esportiva dos Funcionários (Aref) da Penitenciária “Zwinglio Ferreira” de Presidente Venceslau I (PI), presidida pelo Deputado Ed Thomas (PSB), na presença do coordenador de unidades prisionais da Região Oeste (Croeste), Roberto Medina.

Diferente do que acontece em outras regiões, onde as audiências são realizadas nas Câmaras Municipais, na 10ª Região Administrativa, a Aref foi o local escolhido e cedido para o evento, ficando o suporte material e organizacional a cargo da Croeste e da equipe da Assembléia Legislativa de São Paulo, com auxílio das penitenciárias de Presidente Venceslau I e Feminina de Tupi Paulista, além do Centro de Progressão Penitenciária (CPP) de Valparaíso.

A audiência teve início às 16h e durou cerca de três horas. Na ocasião, foram ouvidas as demandas da comunidade e de seus representantes para compor a Proposta de Lei Orçamentária para o próximo ano, baseadas nas necessidades específicas de cada município da região. As sugestões e ideias apresentadas irão aprimorar a qualidade dos investimentos do Governo, podendo se tornar emendas parlamentares e, se aprovadas pelo plenário da Alesp, contribuir para uma melhor distribuição dos recursos pelo Estado e, consequentemente, melhora na qualidade de vida regional.

"A região de Presidente Venceslau recebe o impacto de trinta presídios, temos mais de 10 mil funcionários desse sistema, que precisam ser ouvidos. Nossa região é pobre em investimentos, e isso é obrigação do governo do Estado. Buscamos a solução por meio de um orçamento participativo e opinativo. O orçamento tem de ser humano, ele tem de cuidar de gente”, observou Ed Thomas.

Participantes

Além de Roberto Medina e Ed Thomas, compuseram a mesa: o prefeito Jorge Duran Gonçalez (PSD) e o vereador Luciano Cesar Ramos dos Santos (PSD), ambos de Presidente Venceslau; Wilian Hugo Correia dos Santos, coordenador do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp) de Presidente Prudente; Marinez Vian Bisacchi, diretora regional da Associação dos Professores Aposentados do Magistério Público do Estado de São Paulo (Apampesp) de Presidente Prudente; e Humberto Schmidt, presidente da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano de São Paulo (CDHU).

Demandas

Segundo a Assessoria de Imprensa da Alesp, entre as solicitações dos demais presentes, o tesoureiro do Sindicato dos Funcionários do Sistema Prisional de São Paulo (Sifuspesp), Gilberto Antonio da Silva, e o agente de segurança penitenciária (ASP), Marcelo Aldo, requeriram o pagamento da cota-parte do Estado para o Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual (Iamspe). Aldo também requisitou a contratação de psiquiatras e psicólogos para atender aos agentes penitenciários, além da construção de um hospital para a categoria.

Já a gerente regional da Fundação Professor Doutor Manoel Pedro Pimentel (Funap), Camila Menotti Zanuto, pediu recursos para projetos de educação, de capacitação funcional e de trabalho para a população carcerária. Por fim, Lucimara Dias sugeriu um maior repasse do ICMS como contrapartida para a instalação dos presídios na região.


Fonte: SAP

menu
menu