Unidades prisionais conscientizam e homenageiam servidoras

No mês dedicado ao público feminino, mulheres foram surpreendidas com diversas atividades

No último mês, eleito internacionalmente para homenagear as mulheres, as servidoras deram vida às unidades prisionais. Além disso, março também foi escolhido para a realização da Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer do Colo de Útero. Isso porque os tons cinza e azuis dos estabelecimentos deram espaço à cor que dá nome ao período conhecido como “Março Lilás”.

Nestes ambientes, muitas vezes predominados pelo sexo masculino, as servidoras foram recepcionadas com decoração, homenageadas, presenteadas e orientadas quanto à saúde. As atividades foram programadas pelas Comissões Internas de Prevenção de Acidentes (Cipas) e Centros de Reintegração Social e Atendimento à Saúde, em parceria com o Grupo de Acolhimento (GA) da Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Oeste (Croeste).

Atividades

Na ocasião, profissionais da saúde explanaram sobre o papel da mulher na sociedade, empoderamento feminino e, principalmente, sobre a importância da realização de exames ginecológicos como formas de prevenção e tratamento precoce do câncer de colo de útero. Além das palestras e debates, houve entrega de rosas e mimos, afixação de cartazes em murais, utilização de fundo de tela temático nos computadores, coffee breaks e almoços especiais, além de momentos de descontração.

Na Penitenciária I “Nestor Canoa” de Mirandópolis houve apresentação musical. Já nas Penitenciárias “Osias Lúcio dos Santos” de Pacaembu, Irapuru, Centro de Detenção Provisória de São José do Rio Preto e Centros de Progressão Penitenciária de São José do Rio Preto e Pacaembu foram ministrados cursos de automaquiagem e cuidados com a pele. Nesta última unidade, também houve momentos relaxantes com demonstrações de produtos para massagem. A Penitenciária de Junqueirópolis promoveu um jantar estendido aos familiares com direito a sorteio de brindes.

Em Tupi Paulista, as ações também se estenderam às reeducandas da Penitenciária Feminina, as quais receberam a visita de estudantes do curso de enfermagem das Faculdades de Dracena (Unifadra) alertando sobre Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs), uma vez que o vírus Papilomavírus Humano (HPV) é o principal causador do câncer de colo uterino.

Participações

Além das unidades já citadas e Croeste, as programações aconteceram nas Penitenciárias “João Augustinho Panucci” de Marabá Paulista, Assis, Andradina, Dracena, Tupi Paulista Masculina, “AEVP. Cristiano de Oliveira” de Flórida Paulista, Valparaíso, Paraguaçu Paulista, “Vereador Frederico Geometti” de Lavínia I, “Luiz Aparecido Fernandes” de Lavínia II, “ASP Paulo Guimarães” de Lavínia III, Florínea, Pracinha, Lucélia, Martinópolis, Osvaldo Cruz, “Zwinglio Ferreira” de Presidente Venceslau I, Presidente Prudente; Centros de Detenção Provisória “Marcos Amilton Raysaro” de Icém, “Valdecir Fabiano” de Riolândia, Caiuá e de Nova Independência; Centro de Readaptação Penitenciária “Dr. José Ismael Pedrosa” de Presidente Bernardes; Centro de Ressocialização Feminino de São José do Rio Preto, Araçatuba e Birigui; e Centro de Progressão Penitenciária de Valparaíso.


Fonte: SAP

menu
menu