A pedido da defesa, Júri de assassino de agente é adiado

0
25

O julgamento de Ricardo Soares dos Santos, acusado de matar a facadas o ex-diretor de disciplina da Penitenciária 1 de Pirajuí Maurício Ricardo Rosalem, em outubro de 2012, no Terminal Rodoviário da cidade, foi adiado nessa quinta-feira (25) a pedido da defesa do réu.

 

O Tribunal do Júri teve início às 10h, no Fórum de Pirajuí. O JC apurou que familiares da vítima e do réu acompanharam a sessão, bastante tumultuada, e que Santos chegou a ser retirado do plenário. A pedido dos advogados do réu, a juíza que presidiu a sessão concordou com o adiamento do julgamento e a dissolução do conselho de sentença. Com isso, uma nova data será agendada para o Júri.

 

Santos foi denunciado pelo Ministério Público e pronunciado pela Justiça por homicídio qualificado, cometido por vingança e mediante emboscada, o que impossibilitou a defesa da vítima. O ex-diretor de disciplina da P1 de Pirajuí Maurício Ricardo Rosalem foi assassinado com duas facadas na madrugada de 6 de outubro de 2012, quando tinha 37 anos.

 

O crime ocorreu no Terminal Rodoviário de Pirajuí, momentos antes de a vítima embarcar para a Capital, onde trabalhava. Quando recebeu os golpes, Maurício falava ao celular com o filho de 12 anos.

 

Atingido nas costas e no tórax, ele chegou a ser socorrido com vida, mas morreu na Santa Casa da cidade. Antes, porém, revelou à polícia que seu assassino era conhecido como “Negão da Horta”. Com base na informação, a Polícia Civil chegou até Ricardo Soares dos Santos, que cumpria pena na P1 de Pirajuí quando a vítima trabalhava na unidade e teria sido repreendido duas vezes por ela.

 

Fonte: JC Net

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.