A pedido do Sindasp, penitenciária de Osvaldo Cruz será automatizada

0
70

A penitenciária de Osvaldo Cruz está entre as próximas unidades que começarão a ser automatizada. A informação foi confirmada pelo coordenador das unidades prisionais da região Oeste do Estado (Croeste), Roberto Medina, durante uma reunião com diretor Socio-cultural do Sindasp-SP, Gilmar Pereira, e um grupo de agentes de segurança penitenciária (ASP), filiados ao Sindasp-SP, entre eles, o idealizador do projeto da automatização, Marco Antonio de Santana, o Marquinhos.

De acordo com a ordem estabelecida, serão automatizadas as unidades de Riolândia (que já teve início), Marabá e Irapuru (que serão automatizadas ao mesmo tempo) e na sequência Osvaldo Cruz.

A automatização das unidades prisionais foi uma conquista do Sindasp-SP junto ao governo em 2012 e tem como principal objetivo evitar o contato físico entre agentes penitenciários e detentos. A automatização é um processo mecânico que possibilita a abertura e a tranca das portas das celas à distância, através de um painel eletrônico.

A aprovação da automatização das unidades prisionais ocorreu durante uma visita do secretário de Estado da Administração Penitenciária, Lourival Gomes, à sede estadual do Sindasp-SP em Presidente Prudente, em 7/12/2012. O pedido de automatização das unidades já havia sido feito pelo Sindasp-SP em 11/1/2012, durante audiência na SAP.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.