Inicio Geral Ação coletiva do Sindasp cobrando indenização de perdas nos vencimentos dos ASPs...

Ação coletiva do Sindasp cobrando indenização de perdas nos vencimentos dos ASPs também pode ser ingressada individualmente

0

O Sindasp-SP ingressou no início do ano com uma ação na Justiça, contra a Fazenda do Estado, pedindo a indenização de reposição das perdas nos vencimentos de todos os agentes de segurança penitenciária (ASP), filiados ou não ao sindicato. Para conferir a ação basta acessar o processo 1003840-20.2017.8.26.0482.

De acordo com o presidente do Sindasp-SP, Daniel Grandolfo, embora a ação tenha sido ingressada de forma coletiva, os agentes penitenciários também podem entrar com o pedido individualmente. Os interessados devem manter contato com o Departamento Jurídico pelo telefone 18-3904-9999, pelo e-mail jurídico@sindasp.org.br ou pelo aplicativo WhatsApp na imagem ao lado.

Na ação, o sindicato pede a revisão dos vencimentos correspondentes aos últimos três anos, tendo em vista que a última ocorreu em 2014. O documento aponta que o governo não ofereceu qualquer reajuste e tampouco qualquer proposta que contemplasse a categoria.

O Sindasp-SP destaca que, diante da total indiferença da atual administração, restou o movimento paredista, porém, obrigado a ser finalizado por decisões judiciais com a aplicação de multas diárias de R$100 mil contra o sindicato, caso não fossem cessados os movimento grevistas.

Segundo a ação, como o governo não concedeu qualquer reajuste à categoria e esgotados todos os meios administrativos, o sindicato decidiu recorrer ao Poder Judiciário para defender os direitos e interesses da categoria.

A ação relata que o Sindasp-SP apresentou um laudo técnico, feito por um perito judicial contratado pelo sindicato, e que aponta que as perdas inflacionárias nos salários dos agentes penitenciários, até dezembro de 2016, foram na ordem de 26,17%. O laudo foi anexado a ação e visa demonstrar tecnicamente as perdas reais pela ausência de reajustes salariais compatíveis com a evolução inflacionária do país.

Em defesa da categoria, o Sindasp-SP pede à Justiça que prevaleça o bom senso jurídico e de justiça, assim como os princípios, da razoabilidade, legalidade, segurança jurídica, periodicidade de reajuste ou revisão, irredutibilidade de vencimentos e do primado da Constituição Federal sobre condutas omissivas que lhe afrontam.

O sindicato pede ainda que a Justiça declare a inconstitucionalidade pela manifesta ausência da revisão anual da remuneração de seus servidores públicos. Requere a condenação do Estado de São Paulo, a indenizar, a título de reposição, as perdas salariais ou inflacionárias ou na revisão da remuneração dos servidores públicos que fazem jus à revisão anual, aplicando o índice de 26,17% nos termos do laudo técnico anexado no processo.

Cobra também a aplicação de uma multa, em favor dos servidores, por cada dia de atraso do não pagamento dos vencimentos revistos ou reajustados, conforme determinado por decisão, após o transito em julgado da sentença. Ainda, a condenação ao pagamento de todas as parcelas em atraso, desde o mês de março de 2014 até dezembro de 2016, inclusive com repercussão ou incidência em férias, gratificações natalinas e demais vantagens adquiridas ou verbas de direito, acrescidas de correção monetária ou outro índice que venha a substituí-lo, mais juros de mora, com taxa de 0,5% ao mês. Entre outros

Sem comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile