Acerte o Alvo e Doe Amor, Doe Boné visam saúde masculina

0
29

Com abafadores auriculares e armas em punho, 22 servidores da Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Oeste (Croeste) e da Penitenciária “Zwinglio Ferreira” de Presidente Venceslau (PI) participaram de um torneio de tiros, realizado em 14 de novembro, no estande do presídio. O desafio, lançado pela 1ª Campanha “Acerte o Alvo”, mirou atrair o público masculino para receber orientações sobre o câncer de próstata como parte da Campanha Nacional Novembro Azul. Além da disputa, os participantes saborearam um café da manhã e assistiram a uma palestra sobre saúde do homem.

Supervisionada pelo diretor do Grupo Regional de Ações de Escolta e Vigilância Penitenciária (Graevp), Marionildo Moreira, e pelo diretor do Centro de Escolta e Vigilância Penitenciária, Rogério Zanoni, a competição com armas abriu espaço para que os servidores fossem receptivos à palestra, diminuindo a resistência que alguns têm quando o assunto é saúde. Ao final, houve entrega de medalhas para os três primeiros vencedores e certificação para os demais.

Além disso, durante todo o mês de novembro, a coordenadoria e as unidades subordinadas também promoveram outra campanha inédita: “Doe Amor, Doe Boné”, cujo objetivo foi arrecadar bonés e doar para homens em tratamento no Hospital do Câncer de Barretos. As ações foram criadas e desenvolvidas pelo Centro de Qualidade de Vida e Saúde do Servidor Oeste (CQVidass-oeste) que, em conjunto com as unidades prisionais, conseguiu arrecadar 408 acessórios.

Demais unidades

Nos estabelecimentos subordinados à Croeste, a Campanha Novembro Azul foi lembrada e direcionada a servidores e reeducandos. Destaque para Centro de Ressocialização (CR) de Araçatuba, onde foram veiculados testemunhos de pacientes que enfrentaram a doença e para a Penitenciária “Tacyan Menezes de Lucena” de Martinópolis, que realizou a coleta de 29 exames Antígeno Prostático Específico (PSA), aferição de pressão arterial e testes de glicemia em 58 servidores.

Divulgação por folhetos, cartazes, vídeos educativos e palestras, além dos servidores se vestirem de azul e utilizarem laços símbolos da campanha, ocorreram nos seguintes locais: CRs de Araçatuba e Presidente Prudente, Centros de Progressão Penitenciária (CPP) de Valparaíso e de Pacaembu, Centro de Readaptação Penitenciária (CRP) de Presidente Bernardes e Penitenciárias de Andradina, Mirandópolis II, Presidente Venceslau I, Marabá Paulista, Irapuru, Osvaldo Cruz, Paraguaçu Paulista, Pracinha, Assis, Florínea, Dracena, Pacaembu, Presidente Prudente, Lavínia II e Martinópolis.


Fonte: SAP

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.