Agente penitenciário morto no Rio Grande do Norte tinha 11 anos de serviço

0
18

O agente penitenciário morto em tiroteio com uma quadrilha na manhã desta quinta-feira (8) em Parnamirim, na Grande Natal, foi identificado como sendo Maxwell André Marcelino, de 44 anos, que trabalhava do Presídio Estadual de Parnamirim (PEP). De acordo com a direção da unidade penitenciária, ele tinha uma carreira de 11 anos como agente. O preso havia saído para realizar uma consulta médica.

 

O preso que estava no carro do sistema penitenciário no momento do crime é Wilson Rodrigues de Medeiros Filho. Ele está custodiado no PEP. Ao G1, o advogado Marcus Alânio Martis Vaz, que cuida da defesa do preso, afirmou que Wilson foi absolvido pela acusação de um duplo homicídio em 2012, mas estava detido condenado por um assassinato. Segundo a direção do presídio, o custodiado tinha saído para passar por uma consulta médica.

 

Três homens e uma mulher abordaram os agentes na principal avenida do Centro do município. “Eles atiraram e fugiram em direção à BR-101”, afirmou o tenente Carlos Farias, do 3º Batalhão da Polícia Militar do Rio Grande do Norte. Eles usaram um carro do tipo Palio, de cor branca.

 

O agente foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) mas morreu a caminho do hospital.

 

Fonte: G1

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.