Agentes flagram visita tentando entrar em presídio com maconha escondida no sabão em pedra

0
202

Conforme relatório semanal de apreensões feitas nos presídios do Estado, divulgado pela Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), os agentes de segurança penitenciária (ASP) flagraram uma mulher tentando entrar na Penitenciária I de Serra Azul com maconha escondida em pedra de sabão. O flagrante ocorreu durante a revista de rotina feita nos pertences da visitante. Questionada, a mulher disse desconhecer a droga camuflada.

Ainda na unidade, outra mulher foi flagrada tentando entrar na penitenciária com um invólucro de maconha escondido sob o sutiã. O flagra ocorreu quando a mulher era submetida ao escâner corporal.

Segundo a SAP, todos os casos de apreensões foram registrados por meio de boletim de ocorrência e os visitantes flagrados suspensos do rol de visitas. “Em cada uma das apreensões, os presos foram isolados e respondem a Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade daqueles que receberiam os materiais ilícitos”, descreve o relatório. Confira abaixo o relatório da SAP com a relação completa das apreensões feitas no Estado.

Relatório da SAP

Santo André

Durante o procedimento de revista mecânica realizado com visitantes no Centro de Detenção Provisória de Santo André, no domingo, 16/06, uma mulher foi flagrada com maconha escondida na manga de sua blusa. As imagens do escâner corporal indicaram uma anormalidade na roupa da visitante que, em local apropriado, retirou a blusa e a entregou para a servidora responsável para revista.

Bernardino de Campos

Graças ao trabalho dos agentes, uma mulher foi flagrada tentando entrar na Penitenciária de Bernardino de Campos com 33,5g de maconha escondidas em seu ânus, durante procedimento de revista pelo escâner corporal, por volta das 9h30 de domingo, 16/06. A apreensão se deu após os servidores desconfiarem de volume suspeito na região do quadril da visitante. Questionada, ela confessou a irregularidade e, em sala reservada, retirou a droga que entregaria para o marido preso.

Cerqueira César

Uma mulher foi flagrada tentando entrar na Penitenciária de Cerqueira César com 45,6g de maconha escondidas em suas partes íntimas, durante procedimento de revista pelo escâner corporal, por volta das 10h de sábado, dia 15/06. A apreensão se deu após os agentes de segurança desconfiarem de volume suspeito na região do quadril da visitante. Questionada, ela confessou a irregularidade e, em sala reservada, retirou a droga que entregaria para o companheiro preso.

Franca

A Penitenciária de Franca registrou duas apreensões no domingo, dia 16/06. A primeira ocorreu por volta das 11h, quando uma mulher foi flagrada ao tentar entrar na unidade com 52g de maconha escondidas em seu ânus, durante procedimento de revista pelo escâner corporal. Questionada, ela negou a irregularidade. Entretanto, foi flagrada por agente de segurança tentando se livrar da droga antes de nova inspeção. Logo em seguida, por volta das 11h54, outra mulher foi barrada ao tentar entrar na unidade com 16 cigarros de maconha (pesando 5g), feitos com folha de caderno, também camuflados em seu ânus.

Marília

Uma mulher foi flagrada tentando entrar na Penitenciária de Marília com duas porções de maconha e duas de cocaína escondidas no sutiã, durante procedimento de revista pelo escâner corporal, por volta das 10h45 de sábado, dia 15/06. Após a descoberta, a visitante foi acompanhada até uma sala reservada, onde, na presença de agente feminina, retirou a droga da peça de roupa.

Taquarituba

A Penitenciária de Taquarituba também registrou duas apreensões, em um intervalo de tempo de apenas dez minutos. Uma delas ocorreu por volta das 10h de sábado, dia 15/06, quando uma mulher foi detida ao tentar entrar na unidade com 150g de maconha escondidas em sua vagina. Em seguida, às 10h10, outra visitante foi flagrada com maconha, também camuflada na vagina, durante procedimento de revista pelo escâner corporal.

Belém

No último domingo, dia 16/06, a esposa de um detento foi surpreendida por agentes durante o procedimento de revista no Centro de Detenção Provisória (CDP) Chácara Belém I. Ela levava no corpo duas placas de mini celular em um pacote de aproximadamente 8 cm.

Pinheiros

Ainda na capital, duas apreensões com visitantes foram registradas no Centro de Detenção Provisória “ASP Vicente Luzan da Silva” de Pinheiros. No sábado, dia 15/06, a mãe de um preso foi surpreendida durante averiguação pelo escâner corporal. A mulher acabou dizendo que escondia em sua roupa íntima um invólucro contendo maconha, uma tira de papel seda verde aparentando ser K4, 33 folhas de papel seda, um extrato bancário e um papel com dados bancários. A segunda apreensão foi realizada no domingo, 16/06, quando a companheira de um detento tentou entrar no CDP com um micro celular escondido em seu corpo. O invólucro com o ilícito foi localizado por revista no escâner corporal.

Osasco

Durante o último final de Semana, 15/06 e 16/06, os agentes de segurança do Centro de Detenção Provisória (CDP) “ASP Ederson Vieira de Jesus”, de Osasco, evitaram a entrada de quatro visitantes com ilícitos na unidade, durante o procedimento de revista no escâner corporal. Os dois flagrantes ocorreram no sábado e em ambas situações as visitantes estavam com ilícitos ocultos nas roupas, uma no forro da calcinha e outra no cós da calça. As substâncias apreendidas foram maconha e cocaína. As outras duas ocorrências ocorreram no domingo. Uma das mulheres escondia um aparelho celular em sua genitália, enquanto a outra carregava dois pedaços de papéis, com suspeita de entorpecente análogo ao K4, escondidos em seu top.

Franco da Rocha

Na Penitenciária “José Aparecido Ribeiro”, de Franco da Rocha, no último sábado, dia 15/06, a companheira de detendo foi surpreendida durante revista pelo escâner corporal. Questionada, a visitante confessou que carregava um invólucro em sua genitália contendo maconha e cocaína.

São Bernardo do Campo

No último domingo, 16/06, no Centro de Detenção Provisória de São Bernardo do Campo, a irmã de um preso foi flagrada com invólucro escondido em seu corpo. O objeto foi visto pelos agentes de segurança penitenciária da unidade durante a revista realizada no escâner corporal. Ao ser levada em local apropriado, a visitante confessou que estava com maconha em sua genitália. Ela retirou o pacote e o entregou aos agentes.

Valparaíso

Durante os procedimentos de revista na Penitenciária de Valparaíso com equipamento de escâner corporal, agentes constataram, dia 15/06, que havia um objeto suspeito na região do quadril da companheira de um sentenciado que, indagada, confessou que estava com um invólucro introduzido nas partes íntimas. Ao retirar no banheiro o objeto, agentes puderam constatar que dentro dele havia um aparelho celular.

Lucélia

Na Penitenciaria de Lucélia, duas mulheres foram barradas na entrada da unidade, dia 15/06, prisional quando tentavam levar para dentro do estabelecimento vasilhas plásticas com alimentação contendo, cada qual, 4 invólucros com erva esverdeada aparentando maconha. Elas foram suspensas do rol de visitas e conduzidas.

Riolândia

Na Penitenciária “João Batista de Santana”, a companheira de um sentenciado foi surpreendida pelas imagens do escâner corporal durante os procedimentos de revista em visitantes, em 15/06. O aparelho indicou a presença de um objeto inserido nas partes íntimas, após ele ser retirado do corpo da mulher, constatou-se tratar de um invólucro com um celular e três chips.

Florínea

Na Penitenciária de Florínea, uma foto com anotações de conta corrente e telefone foi encontrada com a irmã de um sentenciado que tentava visitar o irmão na unidade prisional enquanto a mãe de outro sentenciado, após a visita, tentou sair do local com um chinelo trocado com o do filho que cumpre pena no local, em 15/06. Elas foram barradas por agentes penitenciários e suspensas do rol de visitas.

Presidente Bernardes

Neste final de semana, sete visitantes do sexo feminino foram surpreendidas tentando entrar na Penitenciária “Silvia Yoshihiko Hinohara” de Presidente Bernardes, com ilícitos, documentos falsos e objetos proibidos no presídio. Uma delas trazia escondido nos chinelos substâncias com características de maconha, cocaína e papel com suposta droga sintética conhecida por K4. Outra mulher fez uso de documento falso tentando se passar por outra pessoa para efetuar visita. Pouco tempo depois, outras duas visitantes foram flagradas, cada uma com um micro celular escondido em suas genitálias. No dia seguinte, outras três visitantes foram flagradas em posse de micros telefones celulares escondidos em suas genitálias e, por fim, em pertences deixados do lado de fora da porta de entrada da Portaria II, foram encontrados outros dois aparelhos de telefonia celular e um carregador debateria.

Lavínia

Em 16/06, na Penitenciária “ASP Paulo Guimarães”, Lavínia III, durante revista do “jumbo”, alimentos trazidos aos sentenciados por visitantes, Agentes de Segurança Penitenciária descobriram que uma mulher trazia maços de cigarro com ilícitos ocultos, pois, no interior destes, havia substância com odor e características de maconha totalizando 67 cigarros, os quais a mulher alegou que de nada sabia já que trazia o fumo a pedido de uma amiga. No mesmo dia, outra mulher foi flagrada com um pedaço de bolo de tapioca que escondia dois aparelhos de telefonia celular.

Pacaembu

A visitante de um sentenciado, ao passar pelo aparelho escâner corporal em 16/06 foi surpreendida tentando adentrar na Penitenciária “Osias Lúcio dos Santos” com dois pedaços de papel esbranquiçado, supostamente droga sintética K4. O ilícito estava escondido em sua blusa, colado no lado interno da vestimenta.

Osvaldo Cruz

Na Penitenciária “Osvaldo Cruz”, ao passar por revista com uso do equipamento de escâner corporal, em 16/06, a companheira de um reeducando foi flagrada tentando adentrar as dependências da Unidade Prisional portando um aparelho de telefonia celular sem chip, sem bateria e sem cartão de memória, que se encontrava introduzido em sua genitália.

São José dos Campos

No sábado, dia 15/06, no Centro de Detenção Provisória (CDP) de São José dos Campos, uma mulher de 21 anos foi flagrada tentando entrar na unidade com ilícitos escondidos dentro dos próprios pertences. A tentativa foi identificada enquanto uma agente fazia a revista manual e descobriu um aparelho celular, dois chips e um cartão de memória na bolsa da jovem.

Taubaté

No domingo, dia 16/06, no Centro de Detenção Provisória de Taubaté, uma mulher de 43 anos teve a entrada barrada por esconder dentro do corpo um invólucro que continha 185g de maconha. Ao passar pelo escâner corporal, foi identificado um volume anormal na região pélvica da mulher. Quando questionada, ela admitiu estar com droga na vagina e retirou o pacote em lugar reservado.

Caraguatatuba

Também no domingo, 16/06, no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Caraguatatuba, outra esposa de detento, uma mulher de 29 anos, foi surpreendida ao passar pelo equipamento de escâner corporal, cuja imagem apresentou um objeto em forma ovalar próximo às nádegas. Após conversa com a agente penitenciária, a mulher assumiu a infração e tirou das partes íntimas, em sala reservada, um invólucro que continha 12g de maconha.

São Vicente

No Centro de Detenção Provisória (CDP) de São Vicente, no dia 16/06, uma mulher de 21 anos foi flagrada tentando entrar na unidade com droga escondida na roupa íntima. Ela foi surpreendida enquanto passava pelo escâner corporal. O equipamento identificou uma imagem atípica na região genital da visitante, que quando questionada a respeito admitiu estar burlando o sistema de segurança. Em sala reservada, ela retirou da calcinha um pedaço de papel. Tratava-se de 25 micropontos de droga sintética. Na Penitenciária II de São Vicente, uma mulher de 28 anos apresentou uma imagem estranha na região pélvica por meio do escâner corporal. Como negava veementemente portar qualquer objeto no corpo, a suspeita foi encaminhada para o Posto de Saúde para exame de raio-X, que comprovou a existência de um objeto não identificado dentro do corpo dela. A suspeita foi então levada de volta à unidade prisional, onde finalmente confirmou ter escondido entorpecente na própria genitália e acabou retirando um invólucro de dentro do corpo em sala reservada. No pacote, havia 90g de cocaína e 28g de maconha.

Piracicaba

No domingo, 16/06, duas visitantes, ambas companheiras de sentenciados da Penitenciária de Piracicaba foram submetidas ao procedimento de revista corporal no escâner quando foram flagradas com objetos. Em local reservado e diante de uma agente feminina, as visitantes retiraram de seus corpos um invólucro que continha maconha.

Guareí

Penitenciária II de Guareí, no dia 16/06, às 8h50, foi localizado um telefone celular na sacola de uma visitante, mãe de um sentenciado. O aparelho foi achado na alimentação, no momento em que as sacolas eram revistadas no equipamento Raio X. Também foi constatado o envolvimento de outra visitante, companheira de um recluso, uma vez que o aparelho era de sua propriedade e por razões ainda desconhecidas foi parar junto aos objetos da visitante flagrada. Já na Penitenciária “Nelson Vieira” de Guareí, agentes de segurança notaram, por meio de revista pelo escâner corporal que uma visitante que estava com drogas em suas partes íntimas.

Itirapina

Na Penitenciária “João Batista de Arruda Sampaio”, Itirapina II, no domingo, dia 16/06, por volta das 12h20, um visitante que visitaria o companheiro, passou pelo escâner corporal quando o aparelho apontou na imagem algo diferente no corpo do homem. Foi oferecido troca de roupas, porém, a imagem permanecia inalterada. Ao ser indagado, a princípio, ele negou que tivesse algo errado. Depois, se voluntariou a ser conduzido ao Hospital da cidade. Enquanto esperava a condução, confessou estar trazendo em seu corpo um invólucro droga, aparentemente, maconha.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.