Agentes penitenciários decretam greve geral a partir de 10 de março

0
12

Faça download do material em anexo acima e distribua em sua unidade.

 


 

 

 

Servidores votam pela greve geral durante a assembleia em Presidente Prudente

 

Depois de realizar quatorze assembleias gerais, a categoria dos agentes de segurança penitenciária decidiu decretar greve geral no sistema penitenciário do Estado de São Paulo.

 

A greve terá início a partir do dia 10 de março, caso o governo não atenda as reivindicações propostas na pauta 2013 da categoria. As assembleias aconteceram em diversas regiões do Estado e culminou com a reunião na noite de terça-feira (25), na Sede Estadual em Presidente Prudente, onde cerca de 150 servidores estiveram presentes.

 

 

 

As assembleias tiveram início em 3 de fevereiro e ouviu a vontade da grande maioria da categoria, que votou e aprovou a proposta de greve. “Através das assembleias, nós ouvimos os servidores em todo o Estado para saber qual é a vontade deles. Quem decide e vota pela greve é a categoria e não o sindicato”, disse o presidente do Sindasp-SP, Daniel Grandolfo. “A categoria já decidiu pela greve a partir de 10 de março e se realmente até lá o governo não nos atender, o sistema penitenciário vai parar”, declarou Grandolfo.

 

 

 

Até o momento o governo ainda não se manifestou. No mês passado, durante a inauguração do sistema de bloqueadores de telefonia celular na P2 de Presidente Venceslau, Grandolfo encontrou com o governador Geraldo Alckmin e cobrou uma posição em relação à categoria. Alckmin disse ao presidente do Sindasp-SP que o convidaria para uma audiência no Palácio dos Bandeirantes, no entanto, nenhum contato foi feito.

 

Nesta quarta-feira (26), as diretorias Executiva e Regionais do Sindasp-SP estarão reunidas às 18h na sede estadual para discutir as estratégias da greve e criar a comissão oficial de greve, que será responsável por orientar os diretores das regionais, delegados e representantes de turno, que repassarão as informações aos servidores de todas as unidades prisionais do Estado.

 

 

Confira como foi a assembleia:

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.