AGRESSÃO A POLICIAL PENAL NA PENITENCIÁRIA FEMININA DE GUARIBA

1
1361

De acordo com o diretor Luciano Carneiro da regional do SINDASP Marília, a agressão ocorreu no pavilhão III. A funcionária agredida foi puxada fortemente pelos cabelos quando realizava a entrega da medicaçao assistida dentro da gaiola que da acesso ao pavilhão (VIUVA). Foi socorrida e  retirada pelas outras funcionarias da gaiola.

Por determinaçao da diretoria este pavilhão (III) tem vários perfis de reeducandas, tais como: R.O,MPSP,ISOLAMENTO,CELA DISCIPLINAR E CELA ESPECIAL.

No procedimento de medicação assistida, a funcionaria que presta serviços no setor de enfermaria, se desloca ate o setor, logo em seguida são abertas cela por cela,  até que  cada reeducanda se desloque em direção a gaiola de acesso para ingerir o medicamento na frente da servidora.

Procedimento esse questionado pelos funcionários e funcionárias, devido diversidade de perfis no mesmo pavilhão. Relatam que o mesmo procedimento é  realizado de manhã, no horário de almoço e depois da tranca geral. Aglutinando  mais de 20 presas por período, isso sem contar  com os atendimentos diários como SEDEX, advogado, oficial de justiça, tele audiência etc…Ou seja, uma sobrecarga imensa de trabalho para  quem assume este posto denominado gaiola 3.

Também nos foi denunciado que tal  posto não tem apoio   havendo a necessidade de aguardar a chegada de uma servidora em DEJEP, que ocorre as 8 horas, deixando o local as 16 ou 17 horas

APOS A AGRESSÃO , FOI PEDIDO APOIO, A DIRETORIA E FUNCIONÁRIOS. UMA DAS PRESAS QUE ESTAVA TRANCADA CHEGOU A JOGAR UM CABO DE VASSOURA PARA A PRESA RESPONSÁVEL PELA AGRESSÃO, LEMBRANDO QUE A MESMA ESTAVA SOLTA. AINDA COM A INTERVENÇÃO DOS SERVIDORES E DIRETORES, A DETENTA AINDA CHEGOU A AGREDIR O DIRETOR DE DISCIPLINA.  SENDO CONTIDA E ENCAMINHADA A CELA DE ORIGEM QUE JÁ SERVIA COMO DISCIPLINAR DO MESMO PAVILHÃO.

NO ENTANTO NENHUMA OUTRA MEDIDA FOI TOMADA. FOI PASSADO O PLANTÃO SEM A CONVOCAÇÃO DO GIR OU TRANSFERÊNCIA DA PRESA.

APROVEITANDO DESSA FALTA DE ATITUDE EM DEFESA DAS POLICIAIS PENAIS,  A MESMA REEDUCANDA EM TORNO DAS 04 HORAS DA MANHÃ JOGOU ALIMENTAÇÃO EM OUTRA POLICIAL PENAL DURANTE PROCEDIMENTO DE ROTINA.

A SENTENCIDA EM QUESTÃO POSSUI UM GRAVE HISTÓRICO DE AGRESSÕES A FUNCINÁRIAS NO ESTADO DE SÃO PAULO, TENDO PASSADO POR VARIAS UNIDADES.

NÃO BASTASSE  A FALTA DE FUNCINÁRIAS DO SEXO FEMININO, OS PAINÉIS DE CONTROLE DE ABERTURA DAS CELAS, QUE SE ENCONTRAM NA GALERIA SUPERIOR, APRESENTAM INÚMEROS PROBLEMAS DE FUNCIONAMENTO; TAMBÉM EXISTEM MUITAS CELAS INTERDITADAS E TAMBÉM COM MAL FUNCIONAMENTO, COMO POR EXEMPLO AS CELAS QUE ABREM DUPLAMENTE!!!.

 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.