Alckmin cancela anúncio, não aceita negociar na Justiça e pede R$100 mil por dia em caso de greve

0
27

 

 

Pela segunda vez, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) não compareceu na audiência de negociação salarial marcada pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP) para esta terça-feira (10).

 

A audiência não ocorreu e seria realizada com o Sipesp (Sindicato dos Investigadores de Polícia do Estado de São Paulo) e teria o Sindasp-SP apenas como convidado, visto que a ação foi protocolada pelo sindicato dos policiais.

 

O Sindasp-SP também ingressou com uma ação específica pedindo o dissídio da categoria e a audiência no TJ estava marcada para o próximo dia 17, no entanto, o sindicato desistiu da ação.

 

A desistência do Sindasp-SP se deu pelo fato de que Alckmin informou ao Tribunal que não concorda com a mediação via Justiça, o que levou ao cancelamento da audiência que seria realizada com o Sipesp. Além disso, o governador também entrou com pedido de contraposto na Justiça solicitando a multa de R$100 mil ao dia junto ao Sipesp, caso os policiais declarem greve.

 

“Por conta do desfecho resolvemos retirar a ação do dissídio coletivo, para que ao menos tenhamos chances de fazer greve caso o governo não nos conceda nada, pois, se mantivéssemos a ação certamente também teríamos uma liminar com o mesmo fim”, disse o presidente do Sindasp-SP, Daniel Grandolfo. Foi por isso que não demos certeza de nada em relação anúncio. O governador não cumpriu com o compromisso que havia nos dito, só acreditamos quando virmos o projeto”, finalizou Grandolfo.

 

Obtivemos informações de fonte segura do Palácio dos Bandeirantes (que nos pediu sigilo jornalístico) que estaria ocorrendo divergências entre as Polícias Civil e Militar, no que diz respeito a reajuste, e esse fato teria influenciado no cancelamento do anúncio do governo. De acordo com a fonte, não há data para um novo pronunciamento, mas quando o mesmo ocorrer deverá ser incluso os agentes penitenciários.

 

A reportagem do Sindasp-SP conversou com o deputado estadual Olímpio Gomes que fez um breve resumo da postura do governador.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.