ASP é agredido no CDP de Guarulhos

0
62

 

Mais um caso de agressão ocorreu contra agente de segurança penitenciária (ASP) dentro de uma unidade prisional. Desta vez o fato ocorreu no Centro de Detenção Provisória 1 (CDP) de Guarulhos, na última segunda-feira (8).

 

De acordo com o delegado do Sindasp-SP na unidade, Evandro Paes, a agressão aconteceu contra o servidor Alexandre dos Santos, por volta das 18h, durante a tranca das celas, no raio seis.

 

Anteriormente, na tranca das 16h, dois detentos da cela cinco já haviam se recusado a entrar. Quando os detentos foram notificados que iriam para o castigo, agrediram o servidor pelas costas, com chutes e socos.

 

Na terça-feira (9), o Grupo de Intervenção Rápida (GIR) entrou na unidade e realizou uma blitz. Os detentos foram sacados, transferidos para a Penitenciária de Pinheiros e na sequência foi pedido a remoção para o Regime Disciplinar Diferenciado (RDD) de Presidente Bernardes. Além disso, o raio seis permanecerá na tranca por quinze dias, sem visitas, sedex e jumbo.

 

Medidas em casos de agressões: em janeiro de 2012, o presidente do Sindasp-SP, Daniel Grandolfo esteve reunido com o secretário de Estado da Administração Penitenciária, Lourival Gomes, e com o coordenador da Croeste (Coordenadoria da Região Oeste), Roberto Medina, para discutir os casos de agressões contra agentes.

 

Na oportunidade, o secretário se comprometeu em tomar as medidas necessárias para por fim aos ataques e punir os responsáveis, inclusive com remoção para o Regime Disciplinar Diferenciado (RDD). Gomes destacou que “todos serão punidos exemplarmente”.

 

Também na época, o Sindasp-SP solicitou a criação das Células de Intervenção Rápida (CIR) em todas as unidades prisionais. O secretário disse que todas as unidades deveriam colocar em prática o CIR e que iria cobrar as unidades que ainda não tivessem o grupo. Gomes disse que os diretores teriam que criar o CIR e que já há uma determinação do secretário, inclusive, para o treinamento dos agentes penitenciários.

 

Em 22/11/2013, Grandolfo esteve com o governador Geraldo Alckmin durante a inauguração do Centro de Detenção Provisória (CDP) “ASP Valdecir Fabiano” em Riolândia. Durante o evento, Grandolfo pediu ao governador que todas as novas unidades já fossem construídas automatizadas para se evitar os casos de agressões. O governador gostou da ideia do presidente e determinou que todas as novas unidades a serem construídas, já seriam automatizadas. 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.