ASP é agredido por detento no CDP de Vila Independência

0
96

Colaborou com a reportagem, Gian Nascimento (estagiário da Assessoria de Imprensa)

 

Um agente de segurança penitenciária (ASP) foi agredido na manhã da última terça-feira (24) por um detento no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Vila Independência, em São Paulo. Este é o segundo caso de violência contra um ASP na unidade em menos de 45 dias.

 

De acordo com o diretor Administrativo da sede do Sindasp-SP na capital, Jacques Luiz de Sá, que acompanhou o registro do boletim de ocorrência no 56º Departamento de Polícia (DP) da cidade, o fato ocorreu por volta das 9h45, quando um sentenciado pediu atendimento de saúde por duas vezes em menos de 10 minutos. Na segunda, enquanto era retirado da cela, localizada no raio VII do CDP, o detento tentou agredir o servidor que foi socorrido por outros dois ASPs que estavam próximos.

 

Luiz de Sá destaca ainda que pouco antes da tentativa de agressão, os agentes de plantão apreenderam quatro pacotes, contendo dois celulares em cada, nos raios I e II da unidade.

 

No período da tarde, o Grupo de Intervenção Rápida (GIR) da capital foi até a unidade e encaminhou todos os detentos dos raios I, II e VIII para o complexo de Pinheiros, enquanto os sentenciados do raio VII foram levados para o ‘castigo’ e liberados no mesmo dia devido à descoberta de um túnel de fuga no local.

 

O representante do Sindasp-SP parabeniza a postura da diretoria do CDP e alerta que o sindicato cobrará medidas contra novas agressões. “Tanto nesta tentativa de agressão, quanto na última, há um mês, os diretores da unidade tomaram decisões corretas na transferência dos detentos. O Sindasp-SP vai trabalhar para que outros trabalhadores não sejam reféns da violência dentro dos presídios”, disse Jacques Luiz de Sá.

 

Na manhã desta quarta-feira (25), o Sindasp-SP encaminhou ao secretário de Estado da Administração Penitenciária (SAP), Lourival Gomes, um ofício pedindo a automatização do CDP de Vila Independência. Até o final da reportagem ainda não havia resposta por parte da SAP.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.