Assembleia no Complexo de Pinheiros decidiu reivindicar 20% de reposição salarial e manter luta contra privatização

0
121

Agentes de segurança penitenciária (ASP) estiveram reunidos ontem à noite, no Complexo Penitenciário de Pinheiros, para uma Assembleia Geral Extraordinária, com o objetivo de colher propostas para a elaboração da pauta única da categoria e da luta contra a privatização do sistema prisional.

A assembleia decidiu que irá reivindicar junto ao governo 20% de reajuste salarial, referente às perdas salariais da categoria nos últimos cinco anos. Os servidores também aprovaram a luta unificada entre Sindasp-SP e Sindcop contra a privatização do sistema prisional, que foi anunciada no mês passado pelo governador João Doria. Segundo o chefe do Executivo paulista, quatro presídios que serão privatizados já estão em construção e outros três serão construídos nos próximos quatro anos.

Além da participação de diretores e filiados dos dois sindicatos, o suplente de deputado federal e membro da Executiva estadual do PSL, coronel José Roberto de Castro, enviou um representante para participar da reunião, o agente de segurança penitenciária (ASP), Darcio de Sousa.

No total serão realizadas quatro assembleias coordenadas pelo Sindasp-SP e Sindcop. A terceira das quatro Assembleias Gerais unificadas acontece hoje, às 19h, em Presidente Prudente, na sede estadual do Sindasp-SP.

Os presidentes Valdir Branquinho (Sindasp-SP) e Gilson Pimentel Barreto (Sindcop), convocam todos os agentes penitenciários para que participem das assembleias unificadas em suas regiões e apresentem propostas para a elaboração da pauta única da categoria, que após votada e aprovada pelas quatro assembleias, será protocolada junto ao governo para audiência de negociação.

União na luta para fortalecer a categoria

Diretores dos dois sindicatos estiveram reunidos no último dia 5, em Bauru, para definir a unificação da luta. Representantes dos dois sindicatos irão percorrer os gabinetes dos deputados estaduais, federais e senadores em busca de apoio contra a privatização. Entre as ações dos sindicatos, está a realização de audiências públicas nas Câmaras Municipais e na Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo).

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.