Inicio Geral Assembleia repudia PLC do governo e decide elaborar documento e se manifestar...

Assembleia repudia PLC do governo e decide elaborar documento e se manifestar na mídia

0

Carlos Vitolo
Assessor de imprensa do Sindasp-SP
imprensa@sindasp.org.br
(confira os vídeos no final)

A categoria esteve reunida na noite de quinta-feira (1º) para a realização de mais uma Assembleia Geral. A reunião ocorreu na sede estadual do Sindasp-SP (Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária do Estado de São Paulo) em Presidente Prudente.

Vale lembrar que a realização da Assembleia foi decisão tomada em 21 de julho, pela própria Assembleia, que na oportunidade deliberou que somente se manifestaria após a apresentação oficial de um projeto do governo, com protocolo na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp). Naquela reunião, ficou decidido que uma nova convocação seria feita para o 5º dia útil após o anúncio do governo.

O objetivo da reunião de ontem (quinta-feira 1º), foi avaliar, discutir e buscar melhorias para a categoria, tendo em vista a análise do Projeto de Lei Complementar (PLC) nº 50 de 2011, publicado pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) no Diário Oficial e na Alesp em 24 de agosto.

Transmitida ao vivo pelo site da instituição, a Assembleia teve início às 20h, em segunda chamada, e foi aberta pelo presidente do Sindasp-SP, Cícero ?Sarnei? dos Santos, que agradeceu a presença de todos e destacou a falta de participação da categoria em face a uma decisão de grande importância e que afeta diretamente a vida de todos, que é o reajuste salarial.

Após sua exposição o presidente passou a palavra para o diretor de Comunicação (e presidente eleito a partir de 1º de outubro) Daniel Grandolfo, que destacou o encaminhamento de duas emendas enviadas pelo Sindasp-SP à Alesp: a primeira trata da incorporação integral do Adicional de Local de Exercício (ALE) ao salário-base, visando o fim da política de gratificação e a segunda destaca a fixação da data-base em 1º de março, conforme determina a lei.

Apesar do envio das emendas, ao que tudo indica, o governo não parece nenhum pouco interessado em atender as reivindicações da categoria, já que desconsiderou completamente a pauta única de reivindicação salarial. ‘Para ser bem sincero, não há negociação com o governo do PSDB, somente imposição. Eles chamam o sindicato, ouvem as propostas, mas na verdade fazem somente o que querem. Do que pedimos na pauta unificada absolutamente nada foi concedido pelo governo’, desabafou Grandolfo.

Após a exposição do diretor, a palavra foi aberta aos presentes e aos internautas, para que fossem sugeridas propostas dos rumos e decisões a serem tomadas pela categoria em face ao PLC nº 50/2011 do governador.

Duas propostas foram apresentadas: o agente de segurança penitenciária (ASP) Andrey Rodrigues da Silva propôs que um documento fosse criado um documento oficial registrando a insatisfação da categoria diante do ‘reajuste’. O documento deverá ser enviado para todos os servidores, unidades, diretores, coordenadores, aos secretários de Estado da Administração Penitenciária, Gestão Pública e ao governador. A outra proposta foi apresentada pelo ASP José Cícero de Sousa e destaca que a desconsideração do governo para com a categoria deve ser manifestada em toda a imprensa, mostrando que a categoria repudia o reajuste e está insatisfeita com o governo.

As duas propostas foram colocadas em votação diante da Assembleia, votadas e aprovadas por unanimidade. Os documentos serão enviados e protocolados nos próximos dias.

[size=medium]Decisão radical:[/size] devido à falta de participação da categoria em uma Assembleia de tão relevante assunto, os presentes decidiram não tomar nenhuma atitude mais radical de paralisação ou greve, já que a representatividade ficou comprometida. Uma decisão por greve ou paralisação futura dependerá de uma maior conscientização da categoria.

Direitos reservados. É permitida a reprodução da reportagem em meios impressos e eletrônicos, somente com a citação do crédito do jornalista e da Instituição Sindasp-SP (sob pena da Lei 9.610/1998, direitos autorais).


Video streaming by Ustream


Video streaming by Ustream


Video streaming by Ustream


Video streaming by Ustream

Sem comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile