Cadeia Pública de Registro é interditada após fiscalização

0
41

A Cadeia Pública de Registro, no interior de São Paulo, foi interditada após fiscalização da vigilância sanitária. A decisão de fechar o local foi da Corregedoria do Tribunal de Justiça. A superlotação do presídio é apenas um dos problemas.

Além de não poder receber novos presos, todos os detentos que estão no local devem ser transferidos até 15 de junho. A Cadeia Pública de Registro fica no Centro, e foi interditada depois de uma inspeção da Vigilância Sanitária e de outros órgãos que atestaram falta de segurança no local. “A estrutura é antiga, as celas são pequenas, existem problema de vazamento de torneiras, registros, descargas. Tem que remover os presos, porque não há como falar em reforma com os presos dentro da cadeia”, explica o delegado seccional de Registro José Aparecido Severo.

O delegado diz que além da falta de infraestrutura, o lugar que tem capacidade para 82 presos está com 105 aguardando julgamento. A transferência é uma determinação da Secretaria de Administração Penitenciária. “Nós temos cadeia em Miracatu, Juquiá, Sete Barras, Cananéia e Registro com os presos provisórios da seccional. As cadeias que eu tenho são pequenas e não teria como receber mais presos da região”, completa.

 

Para desafogar as cadeias do Vale do Ribeira a polícia aguarda a construção de um Centro de Detenção Provisória (CDP). O município de Registro já tem uma área para a construção do CDP, mas por enquanto o Governo do Estado iniciou só o serviço de terraplanagem do terreno onde será construído o prédio para abrigar 768 presos da região.

O local fica a sete quilômetros do centro da cidade, na rodovia Régis Bittencourt. Segundo a Secretaria de Assuntos Penitenciários ainda não há prazo para a entrega da obra.

 

Fonte: G1

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.