CENSURA: EAP tenta proibir entrega de jornal do Sindasp durante curso de formação

0
35

 

 

Um dos coordenadores do curso de formação profissional da Escola da Administração Penitenciária (EAP) tentou proibir a entrega do jornal do Sindasp-SP durante o intervalo das aulas. O fato ocorreu em São Paulo, na própria EAP, onde os novos servidores passam por formação.

 

O presidente do Sindasp-SP, Daniel Grandolfo, disse à reportagem que pediu para um servidor, colaborador do sindicato, que fizesse a entrega dos jornais aos alunos, mas que houve impedimento.

 

A tentativa de censura foi feita pelo Diretor de Coordenação da Região Central/Noroeste da EAP, Jonas Candido. De acordo com as informações, diversos jornais já haviam sido entregues e Candido mandou que todos fossem recolhidos, impedindo que os alunos tivessem acesso à informação.

 

Tal atitude do diretor da EAP é lamentável, inadmissível e incompatível com a democracia. Vale lembrar que o Brasil não vive mais a escravidão de regimes antidemocráticos, como por exemplo, a ditadura. No entanto, atos de tentativa de censura, como a proibição da entrega dos jornais do Sindasp-SP aos alunos, é uma ação covarde e característica de regimes totalitários.

 

 

 

Segundo o presidente do Sindasp-SP, o diretor da EAP foi grosseiro com colaborador do sindicato e saiu recolhendo os jornais que haviam sido entregues. A atitude de Jonas Candido fez com que o servidor se sentisse humilhado e foi constrangido em público.

 

O Departamento jurídico do Sindasp-SP já estuda uma ação penal de assédio moral para representar o diretor da EAP que provocou o fato lamentável. “Diversos servidores conversaram comigo e me disseram que houve comoção geral pela forma com que o servidor foi tratado. Eles disseram ainda que ficaram impressionados com a maneira de tratamento da EAP para com o sindicato que representa a categoria”, disse Grandolfo.

 

JORNAIS ENTREGUES: apesar da vergonhosa situação que denigre a imagem da EAP, diretores do Sindasp-SP estiveram no local na quinta-feira (25) e realizaram a entrega do informativo aos alunos.

 

DIRETORA DA EAP FALA APÓS OCORRÊNCIA: de acordo com Grandolfo, a diretora da EAP, Leda Maria Gonzaga, fez uso da palavra enquanto os diretores do Sindasp-SP estavam no curso e disse que não se trata de perseguição e que a participação dos sindicatos no curso de formação somente ocorre graças ao pedido do Sindasp-SP. O presidente destacou que Leda disse que não é comum que ela permita a entrega de jornais nos cursos de formação e que não sabe se irá permitir a entrega de outros jornais nos próximos cursos.

 

OS PRÓXIMOS JORNAIS SERÃO ENTREGUES, NEM QUE FOR PRECISO MANDADO DE SEGURANÇA: o presidente Grandolfo disse que os novos servidores podem ficar tranquilos e garantiu que todos os próximos jornais do Sindasp-SP serão entregues aos alunos, nem que seja por Mandado de Segurança contra a diretora da EAP.

 

SECRETÁRIO: o secretário de Estado da Administração Penitenciária, Lourival Gomes, disse a Grandolfo que não há nenhum problema nem impedimento na distribuição do jornal do Sindasp-SP.

 

ACESSO À INFORMAÇÃO: a Lei nº 12.527, sancionada pela presidente da República em 18 de novembro de 2011, tem o propósito de regulamentar o direito constitucional de acesso dos cidadãos às informações públicas e seus dispositivos são aplicáveis aos três Poderes da União, Estados, Distrito Federal e Municípios. A publicação da Lei de Acesso a Informações significa um importante passo para a consolidação democrática do Brasil.

 

PARTICIPAÇÃO DO SINDASP-SP NOS CURSOS DA EAP: o sindicato tem participado de todos os cursos de formação da EAP e o presidente Grandolfo não tem medido esforços para marcar presença em qualquer região do Estado, e em todos tem entregue os jornais da instituição. O Sindasp-SP é a única instituição sindical que esteve presente em todos os cursos de formação desde 7/2/2012, quando os sindicatos foram convidados oficialmente pela diretora da EAP, Leda Maria Gonzaga, a fazerem parte da grade oficial e a colaborarem com a formação dos novos servidores. “Valorizamos cada novo servidor e fazemos questão de marcar presença em todos os cursos. Agradecemos ao secretário Lourival Gomes e à diretora Leda Maria Gonzaga, pela oportunidade que nos tem sido dada”, disse Grandolfo.

 

(Foto: blog da EAP)

  

Diretora da EAP, Leda Maria Gonzaga                       Arquivo: Sindasp-SP em um dos cursos de formação

 

 

DENÚNCIA: apesar de todo o esforço do Sindasp-SP, pode ocorrer de o jornal não chegar em alguma unidade, ou, podem ocorrer desvios propositais que impeçam o jornal chegar até o servidor. Já houve um caso de denúncia recebida pelo Sindasp-SP, via e-mail, onde determinada pessoa foi vista colocando um pacote de jornais do Sindasp-SP no porta-malas do carro. O Sindasp-SP entrou em contato imediatamente com a pessoa e cobrou explicações. Dependendo da situação, o sindicato poderá acionar a Justiça e o responsável deverá responder pelo ato.

 

CONTATO: se alguém impedir a entrega do jornal, rasgar, destruir, ou dar qualquer outro fim ao impresso, impedindo a leitura do mesmo pelos servidores, tal atitude deve ser DENUNCIADA imediatamente pelo e-mail imprensa@sindasp.org.br ou pelos telefones 18-3222-1661 / 18-8183-1234, ao jornalista Carlos Vitolo. O total sigilo será mantido e o Sindasp-SP tomará medidas cabíveis.

 

QUEM PAGA: o jornal do Sindasp-SP é produzido com o dinheiro da mensalidade que sai do bolso do filiado, por isso não deixe de denunciar! E se for possível faça fotos ou filme.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.