CPP de Jardinópolis entra em funcionamento

0
45

O Governo do Estado, através da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), inaugurou no dia 18/9 às 10h, o Centro de Progressão Penitenciária (CPP) de Jardinópolis, com capacidade para abrigar 1.048 reeducandos em regime semiaberto, destinado a atender a demanda de vagas prisionais e melhorar as condições de segurança pública da população. É a 5ª unidade prisional a ser entregue no ano de 2013.

 

A unidade entrou em funcionamento em 27/9 com a inclusão dos primeiros 24 presos que prestarão serviços junto ao setor de cozinha. Gradativamente presos da região que aguardavam vaga serão realocados para a nova unidade prisional.

 

O novo CPP foi projetado para oferecer oportunidades de ressocialização através do trabalho/estudo e demais condições estabelecidas na Lei, pois possui pavilhão de trabalho e serviços como cozinha industrial, salas de aula e setor de saúde. O prédio é circundado por alambrados e construído fora do perímetro urbano.

 

As unidades de regime semiaberto são destinadas a reeducandos que já cumpriram boa parte da pena. Para se conseguir o benefício, ou seja, a progressão de regime, o ele precisa registrar bom comportamento na unidade prisional.

 

A nova estrutura é construída com base em sólidos projetos de engenharia que primam pelas boas condições de custódia dos presos – com foco na segurança e na ressocialização – conta com toda infraestrutura para abrigar atividades laborais e educativas.

 

O projeto foi concebido prevendo ocupação setorizada, em zonas de atividades diferenciadas, visando o controle e segurança do acesso, fluxo e circulação de pessoas, compondo-se de setores interno e externo, divididos por um alambrado.

 

A ocupação do espaço será setorizada, em zonas de atividades diferenciadas, visando o controle e segurança do acesso, fluxo e circulação de pessoas, compondo-se de setores interno e externo, divididos por um alambrado.

 

O setor externo possui recepção, local para revista de visitantes, portaria, abrigos de lixo e de gás, subestação, reservatório de água, casa de bombas, torres de vigia, guaritas de segurança e edifício administrativo.

 

O setor interno, delimitado por alambrado de segurança, possui um pátio, edifícios de inclusão, saúde, oficina de manutenção de veículos, lavanderia, cozinha, galpões detrabalho, salas de aula, celas para visita íntima, capela, espaço de múltiplo uso, sanitários para visitantes, barbearia, refeitório de reeducandos, playground, quadras poliesportivas, praças, alojamento e horta.

 

Os alojamentos constituem-se de prédios agrupados, dois a dois, totalizando 24 alojamentos. Os quatro da primeira linha, próximos ao refeitório, possuem 42 vagas cada e comportam dois cadeirantes por alojamento e os demais, 44 vagas totalizando 1.048 reeducandos. O CPP está localizado em zona de expansão urbana, distante cerca de 8 km do centro da cidade de Jardinópolis, 3 km do Distrito de Jurucê e 5 km dos limites da cidade de Ribeirão Preto.

 

O acesso é feito pela Rodovia Cândido Portinari (SP- 334), distante cerca de 5 km daRodovia Anhanguera. O custo da obra é de R$ 51.345.219,68 (cinquenta e um milhões trezentos e quarenta e cinco mil duzentos e dezenove reais e sessenta e oito centavos).

 

Profissionais de diferentes áreas atuarão no CPP, entre eles, Agentes de segurança Penitenciária, trabalhadores da saúde e área administrativa. Eles ocuparão áreas setorizadas, em zonas de atividades diferenciadas, visando o controle e segurança do acesso, fluxo e circulação de pessoas. Por se tratar de unidade de regime semiaberto, não há Agentes de Escolta e Vigilância Penitenciária, pois são profissionais que atuam apenas em unidades de regime fechado.

 

Fonte: SAP

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.