Defensoria Pública não descarta pedir interdição do CDP de Suzano

0
25

A Defensoria Pública pode pedir interdição do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Suzano (SP) se as condições que não são ideais piorarem. Os detentos têm reclamado constantemente de superlotação e de outras questões.

 

A defensora pública Adriana Mayer dos Santos esclareceu uma série de pontos referente a esse problema que o CDP de Suzano enfrenta. Ela pertence à Vara de Execução Criminal e aponta algumas dificuldades enfrentadas pela defensoria. “O problema que ocorre no CDP de Suzano, infelizmente, é o que ocorre na maioria dos outros CDPs”.

 

O órgão faz visitas constantes no CDP. Somente no segundo semestre do ano passado foram feitas três visitas:nos meses de agosto, setembro e novembro, sendo que neste último, Adriana participou. “Entrevistamos 16 detentos e as maiores queixas foram a questão da superlotação e sobre o problema de água. Que, segundo o diretor do CDP, seria prontamente resolvido”.

 

A superlotação é causada pela falta de vagas no sistema penitenciário, com isso muitos detentos precisam ficar cumprindo a pena no CDP. “Cumprir a pena no CDP é irregular. Ali é só para aqueles que aguardam a pena, mas com a falta de vagas acabam ficando”.

 

TRANSFERÊNCIA

 

A defensora explicou a transferência do detento que já está com pena definida é pedida, mas a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SAP) sempre pede para aguardar e isso ocasiona uma superlotação prisional.

 

Fonte: Anadep

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.