Diferentes cenários de reajuste

0
20

Rio – Servidores da União, do estado e do Município do Rio iniciam 2009 com diferentes perspectivas sobre o aumento de seus salários. Desde a crise financeira que começou nos EUA e contamina vários países no mundo a partir de setembro do ano passado, os servidores da União viram seus reajustes escalonados que estavam previstos em lei ou por medida provisória serem colocados em dúvida. O ponto de interrogação está nos aumentos previstos para julho.

O Ministério do Planejamento prepara um plano de contingenciamento para definir o que é prioridade ou não. Apesar de não estar confirmado oficialmente, o reajuste dos servidores federais seria empurrado para o fim do ano, como forma de gerar ativos durante o período que ficariam sem aumento. Em alguns casos, servidores vão receber até 150% de aumento até 2011. Líderes sindicais já avisaram que não vão aceitar que o reajuste sirva de bode expiatório para os efeitos da crise no País.

Servidores do estado só saberão em setembro se vão receber aumento. Antes de indicar reajustes, será necessário analisar o Orçamento dos três primeiros trimestres. No ano passado, o pessoal das áreas de Segurança Pública e Educação recebeu 8% de aumento em setembro. Funcionários da Justiça, Ministério Público e Legislativo tiveram os salários reajustados em 5%.

O governo estadual criou plano de cargos e salários para os docentes da Uerj e agentes penitenciários, que iniciam 2009 com novos vencimentos que serão pagos no contracheque de fevereiro. Já os servidores da Saúde não receberam aumento, com a promessa de terem melhores condições salariais a partir da criação de fundações públicas de direito privado.

Os únicos que podem respirar aliviados, pelo menos este ano, são os servidores do Município do Rio. O aumento está previsto em lei, e o índice está condicionado ao IPCA-E (Índice de Preços ao Consumidor Amplo Série Especial), compreendido entre os últimos 12 meses antes de julho deste ano. O indicador é calculado pelo IBGE. No ano passado, os funcionários da Prefeitura do Rio tiveram 5% de aumento. Por lei, os servidores municipais têm que receber reajuste pelo menos igual à variação do índice no período previsto.
Fonte: O Dia on-line

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.