Diretores do Sindasp visitam servidores da Penitenciária de Flórida Paulista

0
43

 

 

A pedido dos funcionários da Penitenciária de Flórida Paulista, o Diretor Administrativo da Regional do Sindasp-SP em Lucélia, Celso Antoniel, visitou a unidade para ouvir a categoria. Antoniel foi acompanhado pelo delegado do Sindasp-SP na unidade, Cleverson Lima.

 

Os dirigentes conversaram com os servidores e falaram sobre a importância do sindicato para a defesa dos direitos da categoria e, na sequência, ouviram todos os relatos dos trabalhadores sobre os problemas enfrentados na unidade.

 

Celso Antoniel, Ronivaldo (representante do Sindasp no turno 3) e Cleverson Lima

 

Um dos principais problemas apresentados pelos servidores foi a falta de funcionários, principalmente do sexo feminino. Atualmente a unidade conta com 1756 presos, mas a capacidade é de 768. No final de semana são apenas cinco agentes penitenciários na radial, pois os outros têm que ajudar na revista do “jumbo”. Aqueles que ficam na radial ainda têm que controlar as centenas de visitantes dos detentos, o que compromete a segurança.

 

A superlotação, que inclusive compromete a segurança do local e a integridade física dos servidores, é um gravíssimo problema enfrentado pelos agentes penitenciários da unidade e os funcionários têm razão em reclamar.

 

No caso das ASPs femininas, são apenas três para a revista das visitas, devido às férias de algumas, inclusive, duas estão gestantes (uma de cada turno) e não podem manter contato, mas mesmo assim se vêm obrigadas a realizarem as revistas.

 

A alimentação também foi criticada pelos servidores, visto que é a mesma preparada pelos presos. Os funcionários solicitam que fosse separada, como aliás, já ocorre em diversas unidades.

 

Outra reclamação foi em relação à Lista Prioritária de Transferência Regional (LPTR). Segundo os servidores, a lista não “anda”. Em relação à LPTR, o coordenador da Croeste (Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Oeste do Estado) Roberto Medina, em atendimento à solicitação do presidente do Sindasp-SP, Daniel Grandolfo, lançou um sistema online de consulta.

 

A ideia apresentada por Grandolfo a Medina foi de que houvesse principalmente mais agilidade e menos burocracia na consulta da LPTR. A consulta é feita por meio do CPF, após realizar login e senha, e pode ser realizada somente via Intranet, ou seja, o acesso é restrito para dentro das unidades prisionais pelo endereço http://10.14.210.251/lptr (A intranet é uma rede de computadores privada, de uso exclusivo de um determinado local, como por exemplo, a rede das unidades prisionais, que só pode ser acessada por seus usuários internos)

 

O diretor abordou diversos assuntos e conquistas do Sindasp-SP para a categoria, como a automatização das celas (em processo em várias unidades), ações coletivas exclusivas do sindicato, pauta unificada, a manifestação realizada em São Paulo com a Polícia Civil e que chamou a atenção do Governo para a negociação e atendimento à pauta unificada da segurança pública. “Se mais colegas tivessem a consciência política sobre sua atuação da entidade, poderíamos ter resultados melhores e mais rápidos”, lembrou Antoniel. O dirigente também comentou sobre a visita do secretário da Administração Penitenciária, Lourival Gomes, e os coordenadores das unidades, na sede do Sindasp-SP. Disse ainda que diversos problemas foram apresentados ao secretário e coordenadores, e que eles estão buscando soluções. “Foi uma tarde muito agradável e tiramos muitas dúvidas dos servidores”, disse Antoniel.

 

Após o encontro com os funcionários, os dois representantes do Sindasp-SP conversaram com o Diretor de Disciplina da unidade, Edson de Oliveira da Rocha, que além de se mostrar receptivo às solicitações, prometeu uma maior interação com os companheiros de Flórida Paulista. Vale ressaltar que será agendada uma reunião com o Diretor Geral da unidade para colocá-lo à parte das reivindicações dos funcionários.

 

“Agradeço a todos os servidores da Penitenciária de Flórida Paulista, em especial ao nosso delegado, Cleverson lima, e aos nossos representantes de turno. Estamos sempre à disposição para atender aos funcionários da unidade e dialogar para buscar soluções para os problemas vividos no local”, finalizou Antoniel.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.