Droga sintética K4 nas fatias de queijo e presunto e maconha escondida

0
447

Droga sintética K4 nas fatias de queijo e presunto e maconha escondida em bife rolê e forros de sutiã são apreendidas em presídios – apreensões em todo Estado de São Paulo de 23 e 24/02

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa sobre as apreensões realizadas no último final de semana, 23 e 24 de fevereiro em presídios do Estado. Todos os casos foram registrados por meio de boletim de ocorrência e os visitantes flagrados foram suspensos do rol de visitas. Em cada uma das apreensões, os presos foram isolados e respondem a Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade daqueles que receberiam os materiais ilícitos.

Praia Grande:

No dia 23/02, uma mulher foi barrada no dia de visitas ao tentar entrar com um celular no Centro de Detenção Provisória “ASP Charles Demitre Teixeira”, o CDP de Praia Grande. A apreensão aconteceu na parte da tarde, graças ao trabalho de inspeção realizado pelos servidores da unidade prisional. Por volta das 13h15, enquanto os agentes revistavam os pertences trazidos pela visitante, foi encontrado um aparelho de telefonia móvel com bateria, um chip e um cartão de memória dentro de uma sacola. A suspeita, de 53 anos, é mãe de um detento do presídio.

 

Potim:

Uma mulher foi surpreendida ao tentar entrar com maconha na Penitenciária 2 de Potim, no sábado, dia 23/02. O flagrante foi realizado após o trabalho de inspeção dos servidores da unidade prisional. Por volta das 13h30, as agentes de segurança responsáveis pela revista de visitantes observaram um objeto estranho na região pélvica da jovem, de 19 anos, a partir de imagens geradas pelo escâner corporal. Indagada, a suspeita admitiu que carregava um invólucro com 48 gramas de maconha no ânus, retirado espontaneamente em local reservado. A mulher era companheira de um detento.

Franco da Rocha:

Com suposta droga sintética (K4) escondida em meio a fatias de queijo e de presunto, a mãe de um sentenciado da Penitenciária II “Nilton Silva”, de Franco da Rocha, tentou entrar na unidade no último domingo 24/02. O entorpecente foi encontrado após o recipiente plástico, que guardava a comida, ter sido revistado pelos agentes de segurança de plantão.

 

Na Penitenciária III “José Aparecido Ribeiro”, de Franco da Rocha, no último sábado, 23/02, duas visitantes foram flagradas com ilícito análogo à maconha. Uma delas levava 12 gramas da substância no cós de sua calça, que foi vista através de revista no escâner corporal. A segunda ocorrência do dia foi identificada em maços de cigarro. 44 gramas de substância análoga à maconha estavam escondidas dentro de cigarros.

Ainda em Franco da Rocha, no Centro de Progressão Penitenciária, no dia 23/02, a companheira de um sentenciado da unidade foi surpreendida durante revista no escâner corporal com um invólucro contendo entorpecente escondido em sua genitália. Após as imagens do aparelho detectarem um objeto de formato arredondado, a visitante foi questionada e afirmou não carregar nada consigo. Diante do fato foi solicitado o deslocamento da mulher ao pronto socorro local, onde passou por consulta médica e foi constado que portava dois invólucros contendo cocaína.

 

Seguem demais apreensões no Estado:

Diadema:

Durante o dia 23/02, no Centro de Detenção Provisória de Diadema, quatro visitantes foram impedidas de entrar na unidade após terem sido flagradas com entorpecentes. Em três situações as mulheres levavam maconha escondida em suas roupas (na barra da calça ou no top). O quarto flagrante do dia apreendeu 40 comprimidos análogos ao ecstasy e uma folha de papel, supostamente sendo entorpecente análogo ao LSD. As substâncias estavam todas escondidas na roupa íntima (top) da mulher.

  

São Bernardo do Campo:

No Centro de Detenção Provisória de São Bernardo do Campo, no domingo, 24/02, duas visitantes foram surpreendidas com ilícitos escondidos na genitália, observados através das imagens do escâner corporal. A companheira de um sentenciado da unidade levava em seu corpo um invólucro contendo substâncias característica à maconha, à cocaína, ao ecstasy e ao LSD. Já a irmã de um detento do CDP escondia um pacote com micro celular em sua genitália.

 

Mauá:

Os agentes de segurança do Centro de Detenção Provisória de Mauá apreenderam dois invólucros de maconha com uma visitante da unidade, no último domingo, 24/02. O entorpecente estava escondido no cós do sutiã da mulher e foi visto através das imagens do escâner corporal.

Álvaro de Carvalho:

A Penitenciária “Valentim Alves da Silva” de Álvaro de Carvalho registrou dois flagrantes de visitantes tentando entrar com drogas e material suspeito no último final de semana. O primeiro caso ocorreu no sábado 23/02, às 10h30. A mulher escondeu 117 gramas de maconha na vagina. Após ser questionada, ela confessou a irregularidade e retirou o entorpecente de seu corpo. Registrado no domingo 24/02, por volta das 8h30, o outro flagrante resultou na apreensão de anotações suspeitas com uma das visitantes.

Avanhandava:

Uma mulher foi flagrada com maconha no ânus durante procedimento de revista pelo escâner corporal da Penitenciária de Avanhandava, no sábado, 23/02, por volta das 8h20. Após ser questionada, ela confessou a irregularidade e, em sala reservada, retirou de seu corpo a droga, pesando 50,96 gramas.

Bauru:

Agentes de segurança do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Bauru impediram a entrada de um aparelho celular na unidade, em procedimento de revista no sábado, 23/02, por volta das 8h20. O telefone móvel, que continha um chip e cartão de memória, estava na sacola de pertences da visitante. Questionada, a mulher alegou que a sua bolsa, onde estava guardado o aparelho, teria se rasgado. Ela disse, então, que o celular teria caído na sacola sem que ela notasse.

 

Bernardino de Campos:

Uma mulher foi flagrada tentando entrar com uma porção de maconha escondida em sua vagina, na Penitenciária de Bernardino de Campos, por volta das 9h de sábado, 23/02. A droga, pesando 77,1 gramas, foi descoberta durante procedimento de revista pelo escâner corporal. A visitante foi levada para uma sala reservada, onde, na presença de agentes femininas, retirou espontaneamente o entorpecente.

Cerqueira César:

Uma mulher foi flagrada tentando entrar com droga no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Cerqueira César, no domingo, 24/02, por volta das 15h15. Ela, que apresentou bastante nervosismo durante o procedimento de revista, escondeu um cigarro de maconha em meio ao maço de cigarros comum, que levava em sua bolsa.

Marília:

Agentes de segurança da Penitenciária de Marília aprenderam porções de maconha com uma mulher, durante procedimento de revista pelo escâner corporal, no domingo (24), por volta das 11h. Ela escondia as drogas no cós da calça e no sutiã. Questionada, a visitante disse que receberia R$ 500 pelo transporte do entorpecente, sem, contudo, dizer para quem entregaria a maconha.

 

Reginópolis:

A Penitenciária “Sgto PM Antônio Luiz de Souza” II de Reginópolis registrou dois flagrantes de visitantes tentando entrar na unidade com drogas no último final de semana. O primeiro ocorreu no sábado, 23/02, por volta das 8h15. Uma mulher escondeu maconha em seu ânus. Questionada após ser flagrada pelo escâner corporal, a visitante confessou a irregularidade e retirou o entorpecente de seu corpo. No outro caso, registrado por volta das 9h50 de domingo 24/02, a mulher tentou acesso ao interior do presídio com duas porções de maconha, também escondidas no ânus.

 

Ribeirão Preto:

Uma mulher foi flagrada ao tentar entrar com maconha no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Ribeirão Preto, no domingo, 24/02, por volta das 9h35. Flagrada pelo escâner corporal, a visitante escondeu a droga no cós da calça. Questionada, ela alegou ser usuária de drogas e justificou a irregularidade dizendo que não conseguiria ficar sem fumar maconha durante todo o período de visita.

 

Serra Azul:

A Penitenciária I de Serra Azul registrou um flagrante ousado de visitante tentando entrar com droga na unidade prisional, no domingo, 24/02, por volta das 9h. A mulher usou “bifes a rolê” como forma de camuflar o entorpecente. Ao todo, os agentes de segurança apreenderam 11 porções de maconha em pedaços de carne, durante inspeção em vasilha de alimento. Os bifes foram costurados com linha preta. A mesma visitante também tentou entrar na unidade com anotações do tráfico e cocaína alojada em um par de tênis infantil. Ela foi encaminhada à delegacia para registro de boletim de ocorrência.

 

Itapetininga:

Na Penitenciária “Jairo de Almeida Bueno”, no último fim de semana, uma visitante escondia, nas partes íntimas, um invólucro de maconha. Ela foi pega pelos agentes penitenciários após passar pelo escâner corporal, que acusou algo escondido no corpo da mulher. Já na Penitenciária “Asp Maria Filomena de Souza Dias, de Itapetininga, uma pessoa foi pega pelos servidores tentando levar maconha para o preso escondida dentro do sutiã, em 23/02. No dia seguinte, 24/02, outra pessoa tentou entrar no dia de visitas escondendo maconha e cocaína no forro da calcinha.

Hortolândia:

No dia 23/02, a companheira de um detento foi surpreendida com 25 adesivos de LSD na costura da sacola, durante o procedimento de revista de alimentos, no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Hortolândia. Segundo informações da unidade prisionais, além da droga, agentes encontraram também bilhetes. Diante disso, a mulher foi encaminhada ao plantão policial e permanece à disposição da Justiça. O preso que seria visitado foi isolado, preventivamente para procedimento disciplinar.

 

Campinas:

No domingo, 24/02, uma mulher foi detida no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Campinas com 118 gramas de maconha escondidos na vagina. A apreensão ocorreu durante o procedimento de revista, quando agentes perceberam alterações nas imagens feitas pelo escâner corporal. Segundo informações da unidade prisional, a mulher demonstrou nervosismo e quando foi questionada admitiu que estava com drogas e que pretendia entregar ao companheiro.

 

Limeira:

Uma mulher foi detida no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Limeira, no domingo, 24/02 quando tentou se desfazer de um pacote de maconha no momento em que passou pelo escâner corporal, mas foi percebida pelos funcionários. A princípio ela negou que estivesse portando algo ilícito, mas os agentes encontraram o pacote que ela havia jogado fora. A visitante admitiu que o material teria como destino o companheiro preso.

Casa Branca:

Duas mulheres foram detidas na Penitenciária ‘Joaquim de Sylos Cintra’, em Casa Branca, no domingo, 24/02, durante o procedimento de revista. De acordo com informações da unidade prisional, as imagens feitas pelo escâner corporal mostraram divergências na calça da visitante, que ao ser interrogada pelos agentes disse que estava com números de celulares e de conta bancária escondidos na calça. Em uma segunda ocorrência uma mulher de 32 anos foi flagrada tentando entrar na unidade prisional com 100 gramas de cocaína dentro da vagina. Ela foi encaminhada ao hospital do município para retirada do invólucro.

Andradina:

Na Penitenciária “Asp Anísio Aparecido de Oliveira, em 24/02, uma visitante foi submetida ao escâner corporal durante procedimento de revista e foi pega pelas agentes com maconha escondida em sua genitália. Ao ser questionada pelas servidoras, a visitante entregou espontaneamente a substância.

Flórida Paulista:

Na Penitenciária “A.E.V.P Cristiano de Oliveira, dia 23/02, duas placas de celular foram apreendidas com uma visitante que levava comida para o companheiro. No dia seguinte, 24/02, houve nova apreensão de placa de celular com outra pessoa, que tentou esconder o acessório no corpo, mas o escâner corporal flagrou a tentativa de entrada com produto proibido.

  

Lavínia:

Na Penitenciária “Luís Aparecido Fernandes”, a P2 de Lavínia, foram feitas duas apreensões com visitantes. Na primeira delas, dia 23/02, uma mulher foi pega após passar pelo escâner corporal com um invólucro contendo 1 celular e dez fios de estanho. No dia seguinte, 24/02, outra mulher que iria visitar o companheiro foi flagrada com celular escondido no corpo.

 

Na Penitenciária “Asp Paulo Guimarães” conhecida como P3 de Lavínia, foram registradas duas ocorrências em 24/02. No primeiro flagrante, uma visitante, companheira do sentenciado, tentou entrar na unidade com uma vasilha de plástico com 3 invólucros cheios de droga sintética Ecstasy, somando o total de 300 unidades em formato de comprimidos. A visitante foi questionada sobre o fato e disse que estava trazendo os invólucros a pedido de outra pessoa. Depois, servidoras flagraram uma visitante tentando levar ao filho uma vasilha de plástico de comida com 2 dois invólucros contendo duas placas de aparelho celular. A visitante foi questionada sobre o fato, a qual relatou em depoimento que estava trazendo os produtos a pedido de outra pessoa.

   

Martinópolis:

Na Penitenciária “Tacyan Menezes de Lucena” de Martinópolis, em 24/02, uma senhora foi pega pelas servidoras da unidade tentando entrar na unidade com um invólucro inserido em sua genitália que escondia dois celulares sem carcaça. Na mesma data, uma mulher tentou levar ao companheiro um micro celular escondido em sua genitália.

Pacaembu:

Na Penitenciária “Ozias Lucio dos Santos”, no dia 24/02, foram contabilizados quatro casos de visitantes tentando entrar na unidade com produtos ilícitos. No primeiro registro, uma visitante passou pelos procedimentos de revista no aparelho de escâner corporal foi surpreendida com um aparelho celular. O ilícito estava introduzido em sua genitália. Outra visitante foi surpreendida tentando entrar um invólucro contendo cocaína. O material estava introduzido em sua genitália. Servidores ainda flagraram uma outra mulher com cocaína escondida em sua genitália e uma mulher com documento falso.

  

Presidente Bernardes:

Na Penitenciária “Sílvio Yoshihiko Hinohara, no dia 23/02, por volta das 7h40 e 08h10 respectivamente, durante procedimento de revista no escâner corporal, duas visitantes foram flagradas com produtos ilícitos. A primeira delas estava com um micro aparelho de telefonia celular escondido em sua genitália. A segunda, carregava maconha em sua calcinha. No dia seguinte, 24/02, por volta das 6h48, 8h20 e 9h respectivamente, durante procedimento de revista no escâner corporal, outras três visitantes foram pegas com maconha na região do quadril.

  

Riolândia:

Na Penitenciária “João Batista de Santana”, no dia 23/02, uma visitante, companheira de um sentenciado foi surpreendida com um celular introduzido em sua genitália. Também no dia 23/02, outra visitante de preso foi flagrada com celular, introduzido em sua genitália.

 

Nova Independência:

Em 24/02, por volta das 10h15, No CDP Nova Independência, uma mulher foi surpreendida pelas servidoras que observaram em suas roupas alguns números de telefones escritos.


Fonte: SAP

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.