EAP abre vagas para segunda turma de curso de inglês para conversação

0
49

É muito comum você estar passando pelos corredores da Escola de Administração Penitenciária (EAP) e se deparar com sons de vozes em língua diferente: Hi! How are you? (Olá, tudo bem?).

 

É a nova turma do “Curso de Inglês para Conversação – Módulo I” que terá 2 horas/aula por semana, das 17h30 às 19h10. O curso está sendo ministrado pela docente Mariana de Paula Pereira e será de 58 horas/aula, de 50 minutos cada.

 

O objetivo específico do curso é desenvolver a conversação no idioma a partir de assuntos e diálogos do cotidiano, visando à capacidade de ouvir e falar, além de aprimorar as habilidades de leitura e escrita através de exercícios de fixação.

 

A EAP publica em Diário Oficial do Estado um comunicado, constando datas, horários, local, objetivos, metodologia, docente, certificação e como serão feitas as inscrições. O curso é muito disputado e as vagas são preenchidas respeitando rigorosamente a ordem de chegada dos e-mails.

 

No momento estão sendo disponibilizadas entre 25 e 30 vagas, uma vez, que não há recursos físicos para aumentar a turma. O Centro de Capacitação e Desenvolvimento de Recursos Humanos (Cecad-RH) estuda a possibilidade de ampliar o curso para mais uma turma no decorrer do ano.

 

É a segunda turma para o Curso de Inglês – Módulo I, que teve início em 12/2 e será encerrado em 24/09/14. A metodologia é presencial, com aula expositiva dialogada.

 

Para os servidores formados no Módulo I do curso realizado em 2013, está acontecendo o “Curso Inglês para Conversação – Módulo II”.

 

São 17 servidores que concluíram o módulo I e terão 46 horas/aula. O objetivo é apresentar novas situações e diálogos ao aluno, a fim de aprofundar seu conhecimento no idioma.

 

Para ter direito a certificação em ambos os cursos, é necessário que o aluno tenha 75% de frequência e aproveitamento mínimo de seis pontos em avaliação final.

 

Veruska Almeida está cursando o segundo módulo e disse que o que mais gosta do curso é que ele é focado na conversação e no que costumamos viver no nosso dia a dia.

 

“O método de ensino foge ao comum e nos traz para uma realidade mais próxima, já fiz outros cursos de inglês, mas é a primeira vez que sinto o inglês como foco, raciocinando em inglês, não mais o português entende?”, acrescenta a aluna Veruska.

 

Fonte: SAP

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.