Governo anuncia valorização para carreira de PMs

0
21

O governador Geraldo Alckmin e o secretário da Segurança Pública, Fernando Grella Vieira, anunciaram nesta segunda-feira (14) uma série de medidas para valorizar a carreira do policial militar de São Paulo. Dentre elas, o novo plano de carreira da corporação, que prevê a promoção de 27 mil homens, sendo 21 mil de soldados para cabos até abril de 2014.

 

As medidas serão encaminhadas para aprovação na Assembleia Legislativa e incluem  o aumento da diária alimentação, que poderá chegar a R$ 581, a contratação de cinco mil oficiais administrativos concursados para substituição de soldados temporários e a diária especial, que vai permitir que policiais trabalhem voluntariamente em suas folgas com direito à remuneração extraordinária.

 

O anúncio também inclui a promoção ao posto imediato dos policiais aposentados que não haviam sido beneficiados entre os anos de 1991 e 2011. São 1.411 oficiais beneficiados.

 

“O esforço que estamos fazendo será de R$ 415 milhões [ao ano], quase meio bilhão de reais, que significa uma valorização a uma corporação que é o orgulho de São Paulo, procurando estimular e valorizar a carreira, estimular as promoções e fortalecer o policiamento na rua”, disse Alckmin.

 

Somados, o novo valor da diária alimentação, do salário a partir da promoção e os 7% já anunciados em setembro, o ganho dos policiais poderá aumentar até 24% – dependendo do posto e levando-se em conta as promoções.

 

Como exemplo, um soldado de primeira classe, que hoje recebe R$ 2.839, passará a ganhar R$ 3.002 com o reajuste de 7% anunciado em setembro. Somando a diária alimentação, que vai subir para R$ 581, e caso ele seja promovido a cabo, ganhando mais R$ 247, ele passará a ganhar R$ 3.830, um aumento superior a 20%.

 

Plano de carreira

 

As medidas passarão a valer em abril de 2014 para os praças e em maio para os oficiais. “O plano reduz o tempo para promoções e agilizar o processo”, afirmou Grella.

 

O comandante-geral da PM, coronel Benedito Meira, afirma que a proposta de valorização foi elaborada a pedido do governador e contempla, principalmente, a base da corporação, ou seja, soldados, cabos e sargentos. Mas também beneficiam os oficiais.

 

Além das promoções, o pacote permite que os soldados que tenham mais de cinco anos prestem concurso e subam direto à patente de sargento. Hoje, ele precisa antes servir na patente de cabo – o que pode levar até 22 anos.

 

“É um avanço para a Polícia Militar, algo que era desejado por nós policiais, já que a ascensão a outras graduações eram demoradas”, disse o comandante geral da PM, que enfatizou que a medida beneficia a base da corporação, o “grupo de pessoas que precisa ser valorizado”.

 

Fonte: Secretaria de Segurança Pública

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.