Inicio Geral José Eduardo Cardozo e Tarso Genro discutem pacto na segurança pública

José Eduardo Cardozo e Tarso Genro discutem pacto na segurança pública

0

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, junto com a secretária Nacional de Segurança Pública, Regina Miki, participam nesta sexta-feira (21), de uma reunião com o governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, e o secretário estadual de Segurança Pública, Airton Michels. O encontro será no Salão Negrinho do Pastoreio, no Palácio Piratini, às 10h.

O objetivo é construir uma aliança com o governo estadual no enfrentamento à violência e ao crime organizado. Além disso, será assinado pelo ministro e o governador, o termo de reingresso do Rio Grande do Sul no Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci).

No Rio Grande do Sul, está sendo estruturado o Programa Estadual de Segurança Pública com Cidadania (Proesci). Conforme o secretário de Segurança Pública do Rio Grande do Sul, Airton Michels, serão mantidas as mesmas bases do Pronasci, integrando diferentes setores do Estado numa ação transversal.

A reunião com o governador do RS e o secretário de Segurança Pública do estado faz parte de uma série de encontros que o ministro José Eduardo Cardozo está fazendo com os governos estaduais. O primeiro aconteceu nesta segunda-feira (17) em São Paulo, quando o ministro se reuniu com o governador Geraldo Alckmin e o secretário Antonio Ferreira Pinto. Nesta quinta-feira (20), o encontro foi em MG com o governador Antonio Anastasia e o secretário Lafayette Andrada.

A partir destes encontros será definida a pauta e a proposta de um pacto entre o governo federal e os governos estaduais, que serão posteriormente apresentados à presidenta da República, Dilma Rousseff, em reunião com os governadores, em Brasília.

Fonte: MJ
__________________
IMPRENSA SINDASP-SP
imprensa@sindasp.org.br

Sem comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair da versão mobile