Justiça decreta ilegalidade da greve de agentes penitenciários do Ceará

0
17

O Tribunal de Justiça do Ceará decretou na última sexta-feira (28) a ilegalidade da greve dos agentes penitenciários do estado, prevista para ser iniciada neste sábado (1º) pelo Sindicato dos Agentes Penitenciários do Ceará.

 

A decisão é do desembargador Durval Aires Filho, que considera “a deflagração, em período de festejos de Carnaval, abuso de direito e poderia gerar caos à segurança pública”. O sindicato afirma que não foi notificado sobre a decisão.

 

O desembargador fixou multa diária de R$ 20 mil para o Sindicato e R$ 200,00 para cada agente penitenciário, em caso de descumprimento. O aviso de que a greve seria iniciada foi protocolado em 26 de fevereiro.

 

O magistrado destacou também que “deve-se considerar ainda que o período escolhido para deflagração do movimento paredista, justamente no momento dos festejos de Carnaval, durante o qual as vulnerabilidades de segurança da população se mostram mais sensíveis, indica possivelmente um desvio de finalidade e desvirtuamento do instituto da greve”.

 

Nesta semana, os agentes penitenciários e policiais militares entraram em confronto na frente do Palácio da Abolição, sede do Governo do Estado do Ceará. De acordo com o Sindicato dos Agentes e Servidores Públicos do Sistema Penitenciário (Sindasp), um grupo de agentes tentava entrar no Palácio da Abolição para apresentar uma pauta de reivindicação ao Governo do Estado.

 

Fonte: G1

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.