Lourival Gomes responde ao Sindasp a respeito da demora na confecção de funcional com o porte de armas

0
23

Colaborou com a reportagem, Gian Nascimento (estagiário da Assessoria de Imprensa)

 

O secretário de Estado da Administração Penitenciária (SAP), Lourival Gomes, respondeu ao ofício encaminhado pelo diretor Administrativo da sede regional do Sindasp-SP em Marília, Luciano Novaes Carneiro, em 19/8, a respeito da demora na confecção da funcional com o porte de armas.

 

De acordo com o chefe da pasta, o tempo médio para a emissão da cédula funcional é de dois meses, podendo se estender em casos que necessitem de mais informações na unidade ou do servidor. “Os procedimentos que antecedem a emissão da Cédula funcional demandam 60 dias, conforme esclarecimentos prestados pela Comissão de Porte de Arma. Os casos que demandam prazo superior, são aqueles que, após análise pela referida Comissão, necessitam de complementação de informações da Unidade Prisional ou do próprio interessando, para melhor avaliação”, diz a nota encaminhada ao Sindasp-SP.

 

Posicionamento do Sindasp-SP

 

O diretor do Sindasp-SP acredita que ainda assim o tempo é longo demais, já que os servidores já passaram por todas as avaliações necessárias, tendo que aguardar um longo período sem poder portar armas de fogo, correndo ainda os riscos existentes devido à rotina de trabalho. Carneiro afirma que o sindicato continuará na luta pela redução do tempo de confecção das funcionais.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.