Penitenciárias da Região de Campinas vivem o drama da superlotação de presos

0
292

A população carcerária nos presídios das regiões de Campinas (SP) está acima da capacidade prevista, apontam dados da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP). As situações mais alarmantes estão nas Penitenciárias de Hortolândia (SP).

As Penitenciárias de Hortolândia foram projetadas para abrigar 2.402 detentos, mas os números mostram que as três estruturas juntas abrigam 5.209 presos, mais que o dobro do que a capacidade prevista.

Na região de Campinas, o presídio de Hortolândia II já atingiu 119% a mais da ocupação carcerária. O local é seguido pela Penitenciária Hortolândia III, que apresenta superlotação de 110% acima da taxa de ocupação.

Para o Presidente do Sindasp, Valdir Branquinho a superlotação dos presídios não é uma exclusividade da região de Campinas e sim no Estado de São Paulo inteiro. “O Sindasp está numa busca incansável junto a Secretaria da Administração Penitenciária para que esse drama da superlotação seja resolvido, ressaltou Branquinho.

Segundo a Secretaria da Administração Penitenciária foi ampliada as vagas no sistema prisional de São Paulo com a inauguração de cinco presídios no ano passado e outros sete serão entregues este ano.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.