Pichação racista é encontrada em banheiro do Mackenzie em SP

0
112

Um banheiro masculino da Faculdade de Direito da Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo, foi pichado com uma frase racista. A pichação foi descoberta pela Direção da Faculdade no final da tarde desta terça-feira (6) e foi divulgada nas redes sociais.

 

A citação diz que “Lugar de negro não é no Mackenzie. É no presídio.” Em nota, a universidade afirma que repudia qualquer ato, ação ou manifestação de cunho racista em seu ambiente (veja nota na íntegra abaixo).

 

O Mackenzie ainda não sabe quem é o responsável pelo ato, mas informa que já foi feita denúncia aos órgãos e instâncias responsáveis pela apuração. Foi instaurado procedimento interno para apuração dos fatos e possível identificação de autoria.

 

“Nossa história de ampliação de liberdades e construção de oportunidades nos impõe a reafirmação permanente do nosso compromisso com a defesa dos Direitos e garantias Individuais e Coletivos, com o bem-estar do nosso povo e o repúdio a atos discriminatórios de quaisquer naturezas”, diz o texto.

 

Tamires Gomes Sampaio, primeira negra a assumir a diretoria do Centro Acadêmico do curso de Direito da universidade paulistana Mackenzie, repudiou o ato racista em um post no seu perfil no Facebook.

 

“É difícil pra mim, como estudante negra, desse mesmo prédio, escrever sobre essa imagem, porque ela é a representação do pensamento racista que eu sei que passa na cabeça de muitos que permeiam pelo Mackenzie”, disse. 

 

Segundo a universidade, Tamires deixou o cargo de diretora do Centro Acadêmico em maio deste ano. 

 

 

 

Fonte: G1

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.