Polícia Federal lança campanha de recadastramento de armas

0
29

A Campanha Nacional de Recadastramento de Armas foi lançada hoje (27), às 10h, na sede da Polícia Federal, em Brasília.

Participam da coletiva de lançamento o diretor de Combate ao Crime Organizado, delegado Roberto Troncon, e o representante dos organizadores da campanha Associação Nacional da Indústria de Armas e Munição e Movimento Viva Brasil, Salésio Nuhs.

Uma peça publicitária será veiculada em rede nacional de rádio e televisão. O prazo para a regularização do porte de armas de fogo termina em em 31 de dezembro deste ano. A campanha alcança inclusive armas que nunca foram registradas.

Foto: Roosewelt Pinheiro/ABr

O chefe da Divisão de Repressão ao Tráfico Ilícito de Armas da Polícia Federal, Marcus Dantas, fala no lançamento da Campanha Nacional de Recadastramento de Armas, ao lado do diretor de Combate ao Crime Organizado, Roberto Troncon, e do representante da Associação Nacional da Indústria de Armas e Munições, Salésio Nuhs.

Foto: Roosewelt Pinheiro/ABr

Chefe da Divisão de Repressão ao Tráfico Ilícito de Armas da Polícia Federal, Marcus Dantas, fala no lançamento da Campanha Nacional de Recadastramento de Armas.

Foto: Roosewelt Pinheiro/ABr

O representante da Associação Nacional da Indústria de Armas e Munição e do Movimento Viva Brasil, Salésio Nuhs. fala durante o lançamento da Campanha Nacional de Recadastramento de Armas

PF faz acordo com associação de indústria de armas para campanha de recadastramento

Três mil lojas que comercializam armas de fogo e munições no país farão parte da Campanha do Recadastramento Nacional de Armas a partir dos próximos dias. A medida foi formalizada em convênio assinado em 17 de junho entre a Polícia Federal e a Associação Nacional da Indústria de Armas e Munições (Aniam).

Conforme o acordo firmado entre as duas instituições, a Aniam vai disponibilizar sua rede afiliada de distribuição de armas e munição para auxiliar o cidadão nas ações necessárias ao cadastramento e obtenção do certificado de registro de arma de fogo na Polícia Federal. Além do comércio, os estabelecimentos também se tornarão pontos de cadastramento e deverão realizar campanhas publicitárias de conscientização sobre a regularização de armas. O formulário eletrônico para registro também estará disponível no site da Aniam.

A data para que as lojas comecem a funcionar como novos pontos de recadastramento ainda não foi definida, mas o período até que o serviço seja oferecido no comércio não irá demorar, segundo o presidente da Aniam, Antônio Marcos Moraes Barros. ?Os trabalhos começarão ser iniciados nos próximos dias, mas os materiais orientativos já estão prontos e nos pontos de vendas de armas?, afirmou.

A Polícia Federal acredita que a nova série de ações para o fortalecimento da campanha de recadastramento irá viabilizar o acesso de populações que vivem em municípios distantes do país ao serviço de regularização. O prazo para o cadastro gratuito e obrigatório termina dia 31 de dezembro deste ano. ‘A prioridade do convênio são os pequenos municípios. Por falta de informação as pessoas desses locais são jogadas na ilegalidade’, disse o diretor-geral da PF, Luiz Fernando Corrêa.

De acordo com PF, 400 mil armas foram recadastradas até 31 de dezembro de 2008. A Aniam estima que cerca de 14 milhões de brasileiros têm arma de fogo adquiridas legalmente.

Fonte: Agência Brasil
__________________
IMPRENSA SINDASP-SP
imprensa@sindasp.org.br

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.