Policiais Penais apreendem ilícitos em unidades prisionais paulista

0
40

CPP de Hortolândia

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informou que policiais penais do Centro de Progressão Penitenciária de Hortolândia (CPPH) encontraram 18 unidades de papel com K4, escondidas em filtros de cigarros enviados pela mãe de um sentenciado, no sábado (20), por correspondência. O material apreendido foi encaminhado ao plantão policial e o preso que iria receber os ilícitos foi isolado e responderá a Processo Administrativo Disciplinar, além de ter sido solicitada a suspensão cautelar do regime semiaberto dele. A visitante que enviou os entorpecentes foi suspensa do rol de visitas.

Guarulhos

Na Penitenciária II “Desembargador Adriano Marrey” de Guarulhos, na última sexta-feira (19), foi realizada a apreensão de 23 pedaços de papeis da suposta droga K4, escondidos dentro de um par de chuteiras.

Os ilícitos estavam camuflados entre a palmilha e a sola dos tênis, que foram enviados a um detendo da unidade prisional via correspondência.

Os policiais penais do Centro de Detenção Provisória Guarulhos I frustraram a tentativa de entrada de ilícito na unidade prisional. A apreensão foi realizada após revista realizada em correspondência enviada pela mãe de um custodiado. Dentro de um par de tênis estava escondido um relógio celular, um chip de telefonia e um cabo usb.

Os ilícitos recolhidos foram enviados ao 8° Distrito Policial do município para registro de Boletim de Ocorrência e demais providências cabíveis.

Santo André

No último sábado (20) no Centro de Detenção Provisória de Santo André, houve duas tentativas de introduzir ilícitos na unidade prisional a partir de correspondências. Em ambos os casos, os policiais penais flagraram supostos entorpecentes K4 escondidos dentro de cabos de aparelhos de barbear.

Ao todo, foram apreendidos 86 micro pontos do ilícito, que foram levados ao 1° Distrito Policial de Santo André onde foram registrados boletins de ocorrência.

Franco da Rocha

No sábado (20) policiais penais do Centro de Progressão Penitenciária (CPP) de Franco da Rocha apreenderam diversas porções de suposto entorpecente escondido em meio a pacotes de fumo. Os supostos ilícitos foram enviados pela mãe de um detento e flagrados durante procedimento de revista de correspondências.

 

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.