Policiais Penais impedem entrada de ilícitos em presídios paulistas

0
243

P2 de Tremembé

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informou que os Policiais Penais da Penitenciária “Dr. José Augusto César Salgado”, a P2 de Tremembé, apreenderam 247 gramas de entorpecentes na manhã da última terça-feira, dia 12 de maio. O material foi abandonado na área externa do presídio.

Por volta das 9h45, enquanto os servidores acompanhavam o trabalho de roçagem de reeducandos na entrada da unidade prisional, um Policial Penal observou a atitude suspeita de um homem nas proximidades do estabelecimento penal. Imediatamente, uma equipe foi direcionada ao local e o indivíduo fugiu, abandonando uma sacola plástica.

Ao analisarem o conteúdo da bolsa, os funcionários encontraram 14 invólucros de cocaína, que somavam 122 gramas da droga, e 70 invólucros de maconha, que somavam 125 gramas da erva.

A apreensão foi encaminhada para a Delegacia de Polícia de Tremembé, onde foi lavrado o Boletim de Ocorrência. A direção da P2 instaurou os procedimentos apuratórios de praxe para investigar o caso.

Franco da Rocha

No último final de semana, no CPP de Franco da Rocha, os Policiais Penais de plantão, durante revista dos materiais entregues aos presos via correio, apreenderam diversos ilícitos.

A irmã de um sentenciado da unidade prisional escondeu dentro de uma pedra de sabão 49 fitas de papel na cor amarela, material análogo ao entorpecente sintético K4.

Na manhã de domingo (10), os Policiais Penais encontraram quatro fitas de suposto ilícito K4 escondidas dentro de maços de cigarro. A substância foi enviada pela mulher do preso. Na mesma manhã, foi feita a apreensão de quatro maços de cigarro com entorpecente similar à cocaína, a droga estava escondida nos filtros dos cigarros.

Já durante a manhã da última segunda-feira (11), na Penitenciária I “Mário de Moura e Albuquerque” de Franco da Rocha, também foram registradas duas apreensões de entorpecentes enviados via correio.

Em um dos flagrantes, 15 gramas do ilícito semelhante à maconha estavam escondidos em um fundo falso do pote de margarina. A segunda apreensão ocorrida no final de semana recolheu nove chips de telefonia celular escondidos em uma barra de chocolate. Nas duas situações os ilícitos foram enviados pelas mães dos presos na unidade prisional.

Já na Penitenciária III “José Aparecido Ribeiro”, também de Franco da Rocha, foram apreendidos entorpecentes em três correspondências enviadas a reclusos da unidade prisional. Os três flagrantes somaram a quantia de aproximadamente 66 gramas de substância característica à cocaína, 9 gramas de suposta maconha e 69 unidades de material análogo ao K4.

Em dois dos casos os entorpecentes estavam escondidos em maços de cigarro, enviados pela companheira e pela mãe dos presos. Na terceira situação as substâncias apreendidas estavam dentro de bolos industrializados.

Em todos os flagrantes os materiais apreendidos foram encaminhados ao Distrito Policial do município, onde foram feitos Boletins de Ocorrência e, os reclusos destinatários das correspondências, foram encaminhados para cela disciplinar onde aguardam demais providências cabíveis.

Guarulhos

No último sábado (9), na Penitenciária II “Desembargador Adriano Marrey” de Guarulhos, os Policiais Penais da penitenciária fizeram a apreensão de 30 invólucros de entorpecente similar ao haxixe e de 18 tiras de papel de suposta droga sintética K4. Os ilícitos estavam dentro de um pacote de salgadinho enviado pela filha do preso, via correio.

Após terem sido apreendidos, os ilícitos foram encaminhados ao 8° Distrito Policial de Guarulhos para a elaboração de Boletim de Ocorrência, bem como foi comunicado ao Juiz Corregedor local para providências cabíveis.

São Paulo

Na última terça-feira (12), no Centro de Detenção Provisória Chácara Belém I, na zona leste de São Paulo, durante o procedimento de revista de correspondência, os Policiais Penais da penitenciária fizeram a apreensão de duas placas de aparelho micro celular e cinco chips de telefonia escondidos dentro de um pote de margarina.

Os itens foram encaminhados ao 81° Distrito Policial de SP onde será elaborado Boletim de Ocorrência para o caso.

São Vicente

Houve uma tentativa frustrada de envio de uma placa de microcelular para a Penitenciária 2 de São Vicente, nesta terça-feira, dia 12. O eletrônico estava escondido no fundo falso de um pote de margarina, que fazia parte do sedex enviado pela mãe de um dos detentos da unidade prisional. Durante a revista no equipamento de raio-x, os Policiais Penais observaram que havia um corpo estranho dentro do pote de margarina. Dessa forma, o destinatário da encomenda foi levado ao local da revista e somente na presença dele o produto foi aberto. O sentenciado em questão alegou desconhecimento da infração.

O material apreendido foi encaminhado para o 3º Distrito Policial de São Vicente, onde foi lavrado o Boletim de Ocorrência. A direção da Penitenciária 2 de São Vicente instaurou Procedimento Disciplinar Apuratório para investigar o caso.

 

Suzano

Houve uma tentativa frustrada de envio de 1 chip e 2 aparelhos microcelulares para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Suzano nesta terça-feira, dia 12.

Os eletrônicos estavam escondidos dentro de um par de muletas que havia sido entregue pela mãe de um detento da unidade prisional. A infração foi descoberta durante a revista no equipamento de raio-x, quando os Policiais Penais observaram a presença de corpos estranhos dentro das muletas.

O detento havia sido encaminhado para a Santa Casa de Suzano para atendimento por problemas já existentes, por conta de pinos em uma das pernas. A dificuldade de locomoção demandou o uso de muletas.

O material apreendido foi encaminhado para a Delegacia da cidade, onde foi lavrado o Boletim de Ocorrência. A direção do CDP de Suzano instaurou Procedimento Disciplinar Apuratório para investigar o caso.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.