Posição da Seju aumenta risco de greve dos agentes penitenciários do Paraná

0
21

Desde a noite de segunda-feira, 2, agentes penitenciários do Paraná estão acampados em frente ao Palácio Iguaçu, no Centro Cívico de Curitiba, cobrando melhorias para a categoria e ao sistema prisional do Estado. A previsão é de que eles deixem o local apenas na próxima terça-feira, dia 10, quando haverá uma assembleia geral, que pode decidir o início de uma greve. De acordo com o Sindarspen (Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná), a possibilidade de paralisação aumentou após as primeiras conversas com o governo e, principalmente, depois de uma nota divulgada pela Seju.

 

A Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos do Paraná se pronunciou a respeito dos principais pontos abordados pelos agentes e mostrou que não deve ceder às reivindicações. Em relação ao aumento de salário, por exemplo, a assessoria da pasta reforçou a informação de que há um limite prudencial de gastos do Estado, esclarecendo, ainda, que o Paraná tem hoje o terceiro maior salário de agente penitenciário do país.

 

“O atual governo do Paraná concedeu aumento nominal para essa categoria de 41,88%. No início desta gestão, em 2011, a remuneração total do agente penitenciário era de R$ 2.678,18. Atualmente a remuneração inicial é de R$ 3.800,03. E isso para uma jornada de trabalho de 24 horas de serviço por 48 de descanso, seguidas de 12 horas de trabalho por 60 horas de descanso”, diz a nota da Seju.

 

A declaração indignou os representantes do Sindarspen, que disseram não terem recebido aumento, e sim, a revisão da data-base. Quanto ao tempo de trabalho, os agentes salientaram que a jornada é de 40 horas semanais, em regime de escala.

 

“Nós cobramos um reajuste de 23,37%, porque esse índice foi aprovado pelo governo em abril e nós sabemos que é possível. Mas, além de mostrar que não irá sequer discutir esse reajuste, a Seju tentou desqualificar o nosso movimento, que até agora foi pacífico”, disse o presidente do Sindarspen, José Roberto Neves.

 

Fonte: Diário de Guarapuava

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.