Prevenir, combater e salvar: servidores são certificados como brigadistas de incêndio

0
21

O que fazer em caso de incêndio ou necessidade de evacuação de uma edificação? Foi buscando responder essa pergunta e preparar um grupo de pessoas para essa necessidade que o Centro de Qualidade de Vida e Saúde do Servidor Oeste (CQVidass-Oeste) viabilizou treinamento a servidores de unidades prisionais. A capacitação foi ministrada pelo 14º Grupamento do Corpo de Bombeiros de Presidente Prudente, nos meses de outubro e novembro.

A ideia é formar multiplicadores de conceitos e ações, trazendo qualificação para os servidores voluntários com direito a certificados individuais de brigadistas, assim como emitir Atestados de Brigada de Incêndio para as unidades prisionais, com foco na prevenção e combate ao fogo, evacuação de edifícios, primeiros socorros e implantação de Plano de Emergência.

Segundo o CQVidass-Oeste, dependendo da proporção do sinistro e da resposta não imediata a esse tipo de evento dentro de uma unidade prisional podem ocorrer ferimentos graves, óbitos e fuga de sentenciados, em virtude do despreparo e não tomada de decisões rápidas com medidas de segurança, preservação da vida e combate ao incêndio. Para tanto, os treinamentos incluíram simulações com manejo de instrumentos e atendimentos médicos de emergência.

Capacitação

Ao todo, foram formados quatro grupos para o curso, com duração de 8h/aula entre teoria e prática. Cada um deles, composto por cinco servidores de unidades prisionais diferentes e treinados em datas distintas, cujas aulas foram ministradas no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Caiuá (19/10) e nas Penitenciárias de Martinópolis (25/10), Pacaembu (16/11) e Flórida Paulista (22/11).

Os participantes pertencem a Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Oeste (Croeste) e aos seguintes estabelecimentos penais: Penitenciárias I e II de Presidente Venceslau, Marabá Paulista, Martinópolis, Osvaldo Cruz, Presidente Prudente, Presidente Bernardes, Flórida Paulista, Dracena, Tupi Paulista Masculina e Feminina, Lucélia, Irapuru, Pacaembu, Pracinha; além do Centro de Progressão Penitenciária (CPP) de Pacaembu, CDP de Caiuá, Centro de Ressocialização (CR) de Presidente Prudente e Centro de Readaptação Penitenciária (CRP) de Presidente Bernardes.


Fonte: SAP

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.