Princípio de motim no Centro de Detenção Provisória do Belém, na Zona Leste de SP

0
367

Uma briga entre presos do Centro de Detenção Provisória de Chácara Belém II terminou com cinco feridos e parte do prédio depredado na tarde desta quarta-feira (16), na Zona Leste de São Paulo. Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), não houve reféns e nem registro de fugas durante o tumulto.

Os presos que se envolveram na briga são da ala do regime semiaberto, que tem capacidade para 110 presos, mas atualmente abriga 370 pessoas. Durante o banho de sol, houve uma desavença entre parte dos detentos da ala, que resultou em pancadaria entre eles.

Não se sabe ainda o motivo da briga, mas os detentos feridos foram levados para hospital da região e não apresentavam ferimentos graves, de acordo com a SAP.

O Grupo de Intervenção Rápida (GIR), formado por Policiais Penais, fez a contenção e realiza a contagem dos presos.

O CDP do Belém tem capacidade total para 844 presos, mas abriga atualmente 1.354 detentos. Os reeducandos que se envolveram no tumulto passarão por procedimento apuratório disciplinar, podendo perder o direito ao regime semiaberto, regredindo ao fechado, de acordo com as informações da SAP.

O Presidente do Sindasp Valdir Branquinho, esteve presente na unidade na tentativa de colaborar de alguma forma na solução do problema, mas foi impedido de adentrar a unidade pelo diretor geral. “Olha como é difícil expressar, mas que sirva de estímulo, não só para mim, mas para todos, para entendermos como é difícil nossa luta, sozinhos não podemos nada. A cada empecilho desta natureza, não se desanime, mas vamos juntos unir na defesa da nossa categoria”, lamentou.

Fonte: G1

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.